terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Você

E desde então sou, porque tu és...
E desde então és, sou e somos...
E por amor, serei... serás... seremos...

Pablo Neruda

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Como ficamos

"Al perderte yo a ti, tu y Yo hemos perdido
Yo porque tu eras lo que Yo más amaba
Y tu porque Yo era el que te amaba más
Pero de nosotros dos tu pierdes más que Yo
Porque Yo podré amar a otras como te amaba a ti
Pero a ti no te amaran como te he amado Yo"

Ernesto Gardenal


Prá quem não entendeu, segue a tradução:

"Ao perder a ti, tu e eu perdemos.
Eu, porque tu eras o que eu mais amava.
E tu, porque eu era o que te amava mais.

Contudo, de nós dois, tu perdeste mais do que eu.
Porque eu poderia amar outra como amava a ti,
Mas a ti não te amarão como te amava eu."

Ernesto Gardenal

A você, Elisa, o meu agradecimento pelo presente....e pelo futuro também...

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Tudo certo, agora!!!

"É,
Só eu sei
Quanto amor
Eu guardei
Sem saber
Que era só
Pra você.

É,
Só tinha de ser com você,
Havia de ser pra você,
Senão era mais uma dor,
Senão não seria o amor..."

Tom Jobim

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

À Mesa

"Na hora de pôr a mesa, éramos cinco:
o meu pai, a minha mãe, as minhas irmãs e eu.

Depois, a minha irmã mais velha casou-se.
Depois, a minha irmã mais nova casou-se.
Depois, o meu pai morreu.

Hoje, na hora de pôr a mesa, somos cinco,
menos a minha irmã mais velha que está na casa dela,
menos a minha irmã mais nova que está na casa dela,
menos o meu pai,
menos a minha mãe viúva.

Cada um deles é um lugar vazio nesta mesa onde como sozinho.

Mas irão estar sempre aqui.
Na hora de pôr a mesa, seremos sempre cinco.

Enquanto um de nós estiver vivo,
seremos sempre cinco"

José Luis Peixoto

sábado, 5 de dezembro de 2009

Da função do Servir

SERVIR parece, mas não é fácil.
E por parecer fácil, acaba por arregimentar um monte de gente despreparada para o mister.

Primeiro, SERVIR pressupõe COMPREENDER.
Compreender, do latim comprehendere, que significa conter em si, perceber ou alcançar as intenções ou o sentido de; entender (alguém), aceitando como é.

Eu só posso SERVIR a uma causa se a compreendo perfeitamente.
E compreender não quer dizer apenas entender. É entender, aceitando como é.

Muita coisa eu entendo, mas não aceito ou não concordo.

Compreender significa COMPRAR A IDÉIA, torná-la minha, aceitar e me engajar de corpo e alma.

Quando digo para você "Eu entendo", não estou me colocando a seu favor, muito menos concordando com você.

Quando digo "eu compreendo", eu entendo , aceito e concordo. Eu me entrego à causa, tornando essa verdade a MINHA verdade.

Então, para SERVIR não basta ENTENDER. É preciso COMPREENDER.

E para verdadeiramente compreender eu preciso sair de mim e ir até o outro. Me colocar na posição dele, buscar seu ponto de vista, seus valores, suas dores, sua perspectiva. Buscar seus argumentos, e verdadeiramente me colocar à ouvir.

Pedir ajuda para compreender denota humildade, outra grande parceira do SERVIR.
Não se imaginar auto-suficiente mas, antes disso, saber-se incompleto e falho nos julgamentos.

HUMILDADE E COMPREENSÃO. Dois grandes vetores do SERVIR, muitas das vezes negligenciados.

É por isso que muitos CLUBES DE SERVIÇO falham.
Por que parte de seus membros até querem SERVIR, mas ainda não têm a verdadeira dimensão desse ato.

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

De volta ao começo de mim

Se você odeia alguém,
é porque odeia alguma coisa nele que faz parte de você.
O que não faz parte de nós não nos perturba."


Hermann Hesse


p.s.: Obrigado, madrinha!!

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Hoje também faz parte da Eternidade

"perdi-me
e no espaço breve
de um instante

não maior do que um minuto

encontrei tudo o que procurava
e nunca tinha encontrado

tudo o que tinha perdido
sem o saber

e os anos longos
ficam reduzidos
a um instante de felicidade
no momento em que toquei os teus lábios
úmidos de desejo"

Atit Ordep

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Homenagem ao Museu da Língua Portuguesa

"A escrita espreguiçou-se… lentamente.,
alongando-se por parágrafos curtos…
procurou virgulas, aspas, exclamações e interrogações…
perdeu-se na gramática, reencontrou-se na semântica,
experimentou a prosa, deliciou-se por poemas e rimas…
e os capítulos foram encadeados no percurso da linguagem.

A escrita cansada, procurava o conforto da folha
e sentia-se amada pelo toque da caneta,
mas faltava-lhe a inspiração do autor.
Desgastada, confusa, triste, perdida, gritou: por favor…ponto final."

Isabel Castanheira das Neves

visitei o MLP nesse domingo, 22 de Novembro, conduzido por mãos que estão me ensinando de novo a viver.

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Diário do movimento do mundo 1

"... Fora o amor, a amizade e a beleza da Arte,
não vejo muitas outras coisas capazes de alimentar a vida humana."

A elegância do Ouriço - Muriel Barbery

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Diário do Movimento do Mundo

"...Se existe alguma coisa neste mundo
pela qual vale a pena viver, não devo perdê-la,
pois, quando estiver morto, será tarde demais
para ter arrependimentos..."

A elegância do Ouriço - Muriel Barbery

domingo, 15 de novembro de 2009

Sobre o Amor

"Renda-se, como eu me rendi.
Mergulhe no que você não conhece, como eu mergulhei.
Não se preocupe em entender,
Viver ultrapassa qualquer entendimento"


Clarice Lispector

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

É Proibido

"É proibido chorar sem aprender,
Levantar-se um dia sem saber o que fazer
Ter medo de suas lembranças.

É proibido não rir dos problemas
Não lutar pelo que se quer,
Abandonar tudo por medo,
Não transformar sonhos em realidade.

É proibido não demonstrar amor
Fazer com que alguém pague por tuas dúvidas e mau-humor.

É proibido deixar os amigos
Não tentar compreender o que viveram juntos
Chamá-los somente quando necessita deles.

É proibido não ser você mesmo diante das pessoas,
Fingir que elas não te importam,
Ser gentil só para que se lembrem de você,
Esquecer aqueles que gostam de você.

É proibido não fazer as coisas por si mesmo,
Não crer em Deus e fazer seu destino,
Ter medo da vida e de seus compromissos,
Não viver cada dia como se fosse um último suspiro.

É proibido sentir saudades de alguém sem se alegrar,
Esquecer seus olhos, seu sorriso, só porque seus caminhos se desencontraram,
Esquecer seu passado e pagá-lo com seu presente.

É proibido não tentar compreender as pessoas,
Pensar que as vidas deles valem mais que a sua,
Não saber que cada um tem seu caminho e sua sorte.

É proibido não criar sua história,
Deixar de dar graças a Deus por sua vida,
Não ter um momento para quem necessita de você,
Não compreender que o que a vida te dá, também te tira.

É proibido não buscar a felicidade,
Não viver sua vida com uma atitude positiva,
Não pensar que podemos ser melhores,
Não sentir que sem você este mundo não seria igual."

Pablo Neruda

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Realiza-me

"Dize-me, Amor, como te sou querida,
Conta-me a glória do teu sonho eleito,
Aninha-me a sorrir junto ao teu peito,
Arranca-me dos pântanos da vida"

Florbela Spanca

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Valorizar

"Gosto de ti apaixonadamente,
De ti que és a vitória, a salvação,
De ti que me trouxeste pela mão
Até ao brilho desta chama quente.

A tua linda voz de água corrente
Ensinou-me a cantar... e essa canção
Foi ritmo nos meus versos de paixão,
Foi graça no meu peito de descrente.

Bordão a amparar minha cegueira,
Da noite negra o mágico farol,
Cravos rubros a arder numa fogueira.

E eu, que era neste mundo uma vencida,
Ergo a cabeça ao alto, encaro o Sol!"

Florbela Spanca

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Doação

És tu! És tu! Sempre vieste, enfim!
Oiço de novo o riso dos teus passos!
És tu que eu vejo a estender-me os braços
Que Deus criou para me abraçar a mim!

Tudo é divino e santo visto assim...
Foram-se os desalentos, os cansaços...
O mundo não é mundo: é um jardim!
Um céu aberto: longes, os espaços!

Prende-me toda, Amor, prende-me bem!
Que vês tu em redor? Não há ninguém!
A Terra? Um astro morto que flutua...

Tudo o que é chama a arder, tudo o que sente,
Tudo o que é vida e vibra eternamente
E tu seres meu, Amor, e eu ser tua!

Florbela Spanca

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Lições para a Vida 3

"Um homem precisa viajar.
Por sua conta, não por meio de histórias, imagens, livros ou TV.
Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu.
Para um dia plantar as suas próprias árvores e dar-lhes valor.
Conhecer o frio e desfrutar o calor. E o oposto.
Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sob o próprio teto.
Um homem precisa viajar para lugares que não conhece, para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como o imaginamos, e não simplesmente como é, ou pode ser.
Que nos faz professores e doutores do que não vimos, quando deveríamos ser alunos, e simplesmente ir ver".

Amyr Klink

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Lições para a Vida 2

" A vida é curta.
Quebre regras,
perdoe rapidamente,
beije lentamente,
ame de verdade,
ria descontroladamente,
e nunca pare de sorrir, por mais estranho que seja o motivo.

E, lembre-se, não há prazer sem riscos.

Aprecie a vida...

segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Você é....

"Você é os brinquedos que brincou, as gírias que usava, você é os nervos a flor da pele no vestibular, os segredos que guardou, você é sua praia preferida, Garopaba, Maresias, Ipanema, você é o renascido depois do acidente que escapou, aquele amor atordoado que viveu, a conversa séria que teve um dia com seu pai, você é o que você lembra.

Você é a saudade que sente da sua mãe, o sonho desfeito quase no altar, a infância que você recorda, a dor de não ter dado certo, de não ter falado na hora, você é aquilo que foi amputado no passado, a emoção de um trecho de livro, a cena de rua que lhe arrancou lágrimas, você é o que você chora.

Você é o abraço inesperado, a força dada para o amigo que precisa, você é o pelo do braço que eriça, a sensibilidade que grita, o carinho que permuta, você é as palavras ditas para ajudar, os gritos destrancados da garganta, os pedaços que junta, você é o orgasmo, a gargalhada, o beijo, você é o que você desnuda.

Você é a raiva de não ter alcançado, a impotência de não conseguir mudar, você é o desprezo pelo o que os outros mentem, o desapontamento com o governo, o ódio que tudo isso dá, você é aquele que rema, que cansado não desiste, você é a indignação com o lixo jogado do carro, a ardência da revolta, você é o que você queima.

Você é aquilo que reinvidica, o que consegue gerar através da sua verdade e da sua luta, você é os direitos que tem, os deveres que se obriga, você é a estrada por onde corre atrás, serpenteia, atalha, busca, você é o que você pleiteia.

Você não é só o que come e o que veste. Você é o que você requer, recruta, rabisca, traga, goza e lê. Você é o que ninguém vê"

Você é - Martha Medeiros

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Não era amor

"…Se não era amor, era da mesma família.
Pois sobrou o que sobra dos corações abandonados. A carência. A saudade. A mágoa.
Um quase desespero, uma espécie de avião em queda que a gente sabe que vai se estabilizar, só não se sabe se vai ser antes ou depois de se chocar contra o solo.
Eu bati a 200 km por hora e estou voltando á pé pra casa, avariada.

Eu sei,não precisa me dizer outra vez. Era uma diversão, uma paixonite, um jogo entre adultos. Telvez este seja o ponto. Talvez eu Não seja adulta o suficiente para brincar tão longe do meu patio, do meu quarto, das minhas bonecas. Onde é que eu estava com a cabeça, de acreditar em contos de fada, de achar que a gente muda o que sente, e que bastaria apertar um botão que as luzes apagariam e eu voltaria a minha vida satisfatória,sem seqüelas, sem registro de ocorrência? Eu não amei aquele cara. Eu tenho certeza que não. Eu amei a mim mesma naquela verdade inventada.

Não era amor,era uma sorte.
Não era amor, era uma travessura.
Não era amor, eram dois travesseiros.
Não era amor, eram dois celulares desligados.
Não era amor, era de tarde. Não era amor, era inverno.
Não era amor, era sem medo.
NÃO ERA AMOR, ERA MELHOR”


Divã - Martha Medeiros

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Feliz Aniversário

"Finalmente meu amor chegou
meus dias solitários se acabaram
e a vida volta a ser como uma canção.

Finalmente percebo o céu azul
e meu coração se enche de paz.

Na noite em que olhei prá você
eu te reconheci em meus sonhos.
Sonhos que não podiam ser meus
porque não tinham um nome prá chamar.

Você sorriu, sorriu.
E me perdi no seu encanto.
E aqui estamos, eu e você,
Juntos, eternamente.
Finalmente."

At Last - Etta James
Tradução Livre

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Sobre a Liberdade

"O máximo de liberdade
que uma pessoa pode aspirar
é escolher a prisão na qual quer viver"

Paulo Rebelato

Da estranha arte de perdoar.

Perdoar exige despreendimento.
Toda arte exige despreendimento para você não ser engolido por ela.
O criador não pode ser menor que a criatura.

Perdoar também é isso.
Perdoar exige que você seja maior que o próprio ato, ou vai ser engolido por ele.
Vai se perder no perdão, vai estacionar, vai criar nulidade para você mesmo.

Perdoar exige compromisso.
Compromisso de não pensar mais no ocorrido.
Compromisso de não elevar o ato a uma condição divina.

Perdoar tem o dom de tirar a culpa de alguém.
De devolver-lhe à vida, mesmo que esse alguém nem perceba isso.
Perdoar te eleva a uma condição que talvez você não queira, ou não possa estar.

Mas perdoar também permite reincidência.
Porque, sem culpa, somos inconsequentes.
Perdoar inibe o remorso, e remorso é bom.
É bom porque substitui a maturidade.
Se não existe maturidade, há que se ter remorso,
senão o mundo fica menor do que era.

Perdoar é condicional. Pode acontecer ou não.
Muitas das vezes é melhor que não aconteça,
para que você e o outro não se sintam melhores do que são.
Para que a vida continue a fluir,
dando a cada um o seu momento, o seu pesar,
o seu amadurecimento.

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Lei da Atração

Tudo na vida tem conseqüência.
Não se machuca uma Flor sem que o mundo venha a se ressentir disso.
O que não permite reparação não merece perdão.
Maktub

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Nota de Esclarecimento

Ninguém te faz infeliz.
Você é que espera que os
outros te façam feliz.

E não é assim que deve acontecer.

Descubra a alegria por você mesmo(a).
Ela é uma manifestação que nasce de você para o mundo,
e não o contrário.

Ache motivos para ser feliz.... e SEJA!!!

domingo, 16 de agosto de 2009

Só prá lembrar

"E ainda que nem sempre
eu tenha entendido
minhas culpas e fracassos
sei, para compensar,
que, em seus braços,
o mundo tem sentido".

Mário Benedetti - Todavia

sábado, 15 de agosto de 2009

De um velho caderno

Me ame com carinho, porque quando amo sou frágil.
Me ame com doçura, porque quando apaixonado sou menino.
Me ame com constância, porque quando envolvido sou inseguro.
Me ame explicitamente para que, o meu amor, sempre externado,
tenha, no seu amor, um companheiro de aventura.

Me ame como você nunca amou ninguém, porque amo pouco, mas
quando amo, amo eternamente.

Entenda o que sou e no que me transformo quando envolvido com alguém.
Acalente o meu sono, porque nele estarei sonhando com você.

Não trairei seu amor, nem física, nem mentalmente se o seu amor for algo que
se materialize dentro de mim, me fazendo ver e sentir que já não estou sozinho.

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Do Amor

"O amor é uma companhia.
Já não sei andar só pelos caminhos,
porque já não posso andar só."

Fernando Pessoa

terça-feira, 11 de agosto de 2009

Tanto Sentir

"Assim como falham as palavras
quando querem exprimir qualquer pensamento,

Assim falham os pensamentos quando
querem exprimir qualquer realidade."

Fernando Pessoa

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Um Conselho

"Segue o teu destino,
rega as tuas plantas,
ama as tuas rosas.
O resto é a sombra
de árvores alheias."

Fernando Pessoa

domingo, 9 de agosto de 2009

A Verdade

A verdade é que é muito dificil não se apaixonar por ela...

Mas, quer saber?

Eu nem tentei....

sábado, 8 de agosto de 2009

Amor maior

Venho de um mundo perfeito
que é o mundo dos meus sonhos.

Venho desperto e consciente.

Entrego a você o amor que sonhei,
o carinho que guardei,
o desejo que é seu.

Entrego a você o que sou e, mais do que isso,
entrego o que quero ser.

Porque no seu amor me completo,
no seu amor sou inteiro,
no seu amor sou em paz.

No seu amor, realizo o melhor de mim.
Enfim, somos "nós".

sexta-feira, 7 de agosto de 2009

O Destino

"Meu caminho é cada manhã
Não procure saber onde estou
Meu destino não é de ninguém
Eu não deixo os meus passos no chão"

Paralamas do Sucesso - Primeiros Erros

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Acalanto

"É tão tarde
A manhã já vem
Todos dormem
A noite também"

Nana Caymmi

quarta-feira, 5 de agosto de 2009

Sobre o tempo

"Quanto tempo te esperei
E o passado assim passou
Hoje o céu mudou de tom
Pra falar do nosso amor.

Acho que sonhei igual
Como a chuva no quintal
Acho que sonhei do bom
Hoje o céu mudou de tom."

Paralamas do Sucesso

terça-feira, 4 de agosto de 2009

Semear versos

Às vezes falta a pena,
às vezes falta a voz.
Às vezes é o sentimento,
quase nunca é estar só.

Ora é a emoção que falta,
outras vezes é a razão.
Nunca é a vontade da escrita,
nunca é a ausência da paixão.

Escrever é mais que letras
digitadas ou feitas à mão.
Escrever é por sentido
no rumo que vai a emoção.

segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Memória

"Amar o perdido
deixa confundido
este coração.

Nada pode o olvido
contra o sem sentido
apelo do Não.

As coisas tangíveis
tornam-se insensíveis
à palma da mão.

Mas as coisas findas,
muito mais que lindas,
essas ficarão."

Carlos Drummond de Andrade

domingo, 2 de agosto de 2009

Silêncio da Poesia

"Gastei uma hora pensando um verso
que a pena não quer escrever.
No entanto ele está cá dentro
inquieto, vivo.

Ele está cá dentro
e não quer sair.
Mas a poesia deste momento
inunda minha vida inteira."


Carlos Drummond de Andrade

quarta-feira, 29 de julho de 2009

Bagagem para a vida

"Nada de coisas impossíveis para que a vida possa ser mais bem vivida.
Apenas uma praia para janeiro,
uma fantasia para fevereiro,
um conhaque para junho,
um livro para agosto e as
mesmas vontades para dezembro."

Stanislaw Ponte Preta

terça-feira, 28 de julho de 2009

Percepções

“Nunca vemos além de nossas certezas e, mais grave ainda,
renunciamos ao encontro, apenas encontramos a nós mesmos
sem nos reconhecer nesses espelhos permanentes.

Se nos déssemos conta, se tomássemos consciência do fato
de que sempre olhamos apenas para nós mesmos no outro,
que estamos sozinhos no deserto, enlouqueceríamos.”

Muriel Barbery - A Elegância do Ouriço

sábado, 25 de julho de 2009

Eu...

"Eu sou a que no mundo anda perdida,
Eu sou a que na vida não tem norte,
Sou a irmã do Sonho,e desta sorte
Sou a crucificada ... a dolorida ...


Sombra de névoa tênue e esvaecida,
E que o destino amargo, triste e forte,
Impele brutalmente para a morte!
Alma de luto sempre incompreendida!...


Sou aquela que passa e ninguém vê...
Sou a que chamam triste sem o ser...
Sou a que chora sem saber porquê...


Sou talvez a visão que Alguém sonhou,
Alguém que veio ao mundo pra me ver,
E que nunca na vida me encontrou!"

Florbela Spanca

sexta-feira, 24 de julho de 2009

Segredos do viver

"Vigie seus pensamentos, porque eles se tornarão palavras.
Vigie suas palavras, porque elas se tornarão atos.
Vigie seus atos, porque eles se tornarão seus hábitos.
Vigie seus hábitos, porque eles se tornarão seu caráter.
Vigie seu caráter, porque ele será o seu destino."

Esse eu recebi do Cumpadre Jason
Autor Desconhecido

quinta-feira, 23 de julho de 2009

Fatalidade

"As pessoas crêem perseguir as estrelas,
e acabam como peixes-vermelhos num aquário."

Muriel Barbery em "A Elegância do Ouriço".

quarta-feira, 22 de julho de 2009

Sobre pessoas

"As pessoas não são nossos espelhos.
As pessoas, são nossos limites."
Valéria Abdalla

"Nosso inferno é o outro"
Sartre


Ser é respeitar!!


Verdades

"Me ame quando eu menos merecer

Porque será quando eu mais preciso."


Provérbio Sueco

terça-feira, 21 de julho de 2009

Reaprendi

Reaprendi a ninar sonhos,
e a ser mais do que estar.
Reaprendi a emoção do encontro
e o real motivo de se amar.

Reaprendi a cuidar do outro,
e a ver a vida por fazer.
Reaprendi a gostar do frio e da chuva,
e de sorrir à toa sem saber.

Reaprendi a dançar junto,
e a ter lágrimas no olhar,
e a saber que o bom da vida,
é sempre ter sonhos a sonhar.

Reaprendi a ver o mundo,
com a metade de um olhar,
e de saber que a completude,
é ter alguém para somar.

segunda-feira, 20 de julho de 2009

A medida do amor

Coisas repletas de momentos.
Momentos cheios de emoção.
Sementes de futuro.
De um futuro que, de tão forte,
engana até o próprio tempo que se tem.

Não se mede o amor pelo seu tempo de nascido.
Talvez a medida seja a do vazio da espera,
Ou, quem sabe, seja ele medido por fragmentos
de emoções e sentimentos nunca vistos.

Pode até ser uma medida de promessas,
de tudo que se haverá de ser feito
E (ainda) não se fez.

Mas medir o amor não é mais importante
do que construir pontes de um para o outro.
Pontes que levam e trazem emoções.
Pontes que transformam "eus" em "nós".

domingo, 19 de julho de 2009

Uma verdade

Na vida?
É muito pouco ser sozinho.

sábado, 18 de julho de 2009

Guimarães em pedaços...

"Saudade é ser, depois de ter."

"Eu não sei quase nada, mas desconfio de muita coisa."

"O amor é sede depois de se ter bem bebido."

"Esperar é reconhecer-se incompleto."

Guimarães Rosa

sexta-feira, 17 de julho de 2009

Sobre construir o amor...

"A colheita é comum, mas o capinar é sozinho."

Guimarães Rosa


Quer dizer:
Faça-se primeiro.
Depois procure o amor.


quinta-feira, 16 de julho de 2009

Pequenos poemas

"Cada palavra é, segundo a sua essência, um poema."

Guimarães Rosa

quarta-feira, 15 de julho de 2009

Minha incoerência de mim

"Nem sempre sou igual no que digo e escrevo.
Mudo, mas não mudo muito.

A cor das flores não é a mesma ao sol
do que quando uma nuvem passa,
ou quando entra a noite,
e que as flores são cor de sombra.

Mas quem olha bem vê que são as mesmas flores.

Por isso quando pareço não concordar comigo,
reparem bem para mim:
Se estava virado para a direita,
voltei-me agora para a esquerda,
mas sou sempre eu, assente sobre os mesmos pés.

O mesmo sempre, graças ao céu e à terra
e aos meus olhos e ouvidos atentos
e à minha clara simplicidade de alma..."

Fernando Pessoa

terça-feira, 14 de julho de 2009

O Sentir

"Não basta abrir a janela
para ver os campos e o rio.
Não é bastante não ser cego
para ver as árvores e as flores.

É preciso também não ter filosofia nenhuma.

Com filosofia não há árvores. Há idéias apenas.
Há só cada um de nós, como uma cave.

Há só uma janela fechada, e todo um mundo lá fora,
E um sonho do que se poderia ver se a janela se abrisse.
Que nunca é o que se vê quando se abre a janela."


Alberto Caieiro - Não basta

segunda-feira, 13 de julho de 2009

Como viver?

"É preciso sofrer depois de ter sofrido,
e amar, e mais amar, depois de ter amado."

Guimarães Rosa - Grande Sertão: Veredas

A vida

"O correr da vida embrulha tudo.
A vida é assim: esquenta e esfria. Aperta e daí afrouxa. Sossega e depois desinquieta.
O que ela quer da gente é coragem."

Guimarães Rosa - Grande Sertão:Veredas

O que é o que é... 2

"O senhor sabe o que o silêncio é?
É a gente mesmo, demais.

Vivendo se aprende mais é só a fazer outras maiores perguntas.
A gente sabe mais de um homem, é o que ele esconde.

A gente só sabe aquilo que não entende.
Amor? É a gente querendo achar o que é da gente."


Guimarães Rosa - Grande Sertão: Veredas

O que é o que é....

"Passa uma borboleta por diante de mim
e pela primeira vez no Universo eu reparo
que as borboletas não têm cor nem movimento,
assim como as flores não têm perfume nem cor.

A cor é que tem cor nas asas da borboleta.
No movimento da borboleta, o movimento é que se move.
O perfume é que tem perfume no perfume da flor.

A borboleta é apenas borboleta,
e a flor, apenas flor.

Fernando Pessoa - O Guardador de Rebanhos

domingo, 12 de julho de 2009

Os motivos do amor

Vivi o que tinha que viver no amor.
Não há nada de novo a experimentar.

E em tudo que vivi descobri,
que o amor precisa de motivos para chegar.

O amor precisa da entrega,
o amor precisa do gostar,
o amor carece da admiração,
o amor ama não aprisionar.

O amor se alegra com a delicadeza,
o amor se fortalece com a docilidade,
o amor se enobrece com a gentileza,
o amor amadurece com a sinceridade.

O amor se amplia com a lealdade,
o amor cresce com a confiança,
na fidelidade o amor faz morada
e, com tudo isso,
o amor se eterniza na intimidade.

sábado, 11 de julho de 2009

Confiar para amar de verdade

Hoje fiquei a imaginar o sentimento de alguém que ama e não confia.

A confiança e o amor são vasos comunicantes.
Se confiamos e amamos, o amor prospera e frutifica.
Se amamos e não confiamos, o amor sofre, e a dúvida consome o amor.
Lhe esvazia da emoção, dos sentimentos bons, do viver em plenitude.
O amor fica oco, pobre e quebradiço.

Sofremos e fazemos o outro sofrer.
Queremos salvaguardas, queremos garantias.
Colocamos o amor refém de algo pequeno,
Aprisionando-o no solitário castelo de nosso egoísmo.

Confiar para amar de verdade.
Acreditar no outro e no amor que nos é dado.
Acreditar em nossos valores, em nós mesmos.

Correr o risco de perder, mas não perder a chance de se arriscar.
Arriscar se enganar, mas não desistir de amar.
Amar e se doar integralmente, mas sem desintegrar-se do nosso eu.

Porque não se ama de verdade na dúvida,
não se ama de verdade no medo,
não se ama de verdade no egoísmo,
não se ama de verdade sem a entrega.

sexta-feira, 10 de julho de 2009

Sem medo de dizer adeus 2 - Treinamento básico

Andei pensando muito no adeus.
Na sua dor, mas também na sua necessidade.

Lembro que começei treinando com os extratos de cartão de crédito,
depois com as taxas de condomínio, contas de luz, telefone.

Depois mudei para o guarda-roupa, e disse adeus a muitas peças esquecidas.
Algumas já desgastadas, chorei ao me despedir. Elas são queridas, são parte da
minha história, mas preciso deixar que elas sigam seu caminho.

Tem uma bota que foi minha companhia em várias viagens, conheceu vários lugares.
Sentirei saudades dela, mas já não a uso mais. E ela está sem significado.
É triste viver sem significado. Não ser mais útil. Ser relegado a segundo plano.
Melhor será ela com um novo alguém, que irá lhe trazer de novo à vida, e ela será feliz.

Disse adeus a textos, poesias incompletas.
Disse adeus a livros, muitos lidos, outros não.
Os que li, já estão dentro de mim, incorporados ao meu viver.
Os que não li, paciência. Para tudo existe o "decurso de prazo".
Tudo flui.

Estou mais leve, mais sólido, mas livre.
Estou mais claro, com menos amarras, mais eu.

Todo adeus abre várias portas.
Muitas podem ser tristes por um momento.
Mas existe uma porta que é única e bela,
Se chama liberdade.

quinta-feira, 9 de julho de 2009

Sem medo de dizer adeus

Dizer adeus é coisa séria,
ato dificil, momento complicado.

Dizer adeus a alguém é sempre complicado.
Não importa se o motivo é a morte, verdadeira e forte,
que leva o ser amado e nos deixa com o amor vazio, disforme.
Não importa se é o tempo, traiçoeiro e sombrio,
que rouba o amor dos desavisados, deixando-os numa solidão à dois.

Existe o adeus como consequência, como decorrência, como complemento,
mas também tem o adeus como sujeito da ação, como causa. O adeus substantivo.

O adeus substantivo é nos despedirmos de algo ou alguém que não morreu, mas que precisa sair de dentro de nós.
O adeus como prenúncio de vida, da nossa vida, que precisa ser vivida em plenitude.
O adeus como recuperação de nossa individualidade, do nosso amor próprio, do nosso eu.

Dar adeus a um presente que já virou passado.
Dar adeus a uma parte de nós, velha, esquecida e acomodada,
para renascermos para a vida, para o mundo, para o amor, mesmo que sozinhos.

Não existe um adeus mais difícil que outro.
Mais dificil é, quanto mais sentimento temos.

Decisão tomada, razões claras e paz no coração?
Pronto... O adeus é possível.

Não está certa (ou certo) da decisão?
Medo de sofrer? Dúvidas quanto ao futuro?
Pense mais.... Sofra mais, se necessário.
Deixe o adeus para mais tarde.

Se souber fazer, e como fazer,
você vai se sentir em paz.

E o que é o adeus senão uma forma de nos colocarmos em paz,
com Deus, com o mundo, com a gente mesmo.

Seja feliz!!!

quarta-feira, 8 de julho de 2009

O limite do amar...

"Amo-te afim, de um calmo amor prestante

E te amo além, presente na saudade

Amo-te, enfim, com grande liberdade

Dentro da eternidade e a cada instante"

Vinicius de Moraes

terça-feira, 7 de julho de 2009

Uma dor a mais

"Foi só muito amor
Muito amor demais

Foi tanta a paixão
Que o meu coração, amor
Nem soube mais

Inventei a dor,
E como ela nos doeu..."

Vinicius de Moraes

segunda-feira, 6 de julho de 2009

O medo de amar

" O medo de amar
é o medo de ser livre,
para o que der e vier.
Livre para sempre estar
onde o justo estiver...

...O medo de amar
é o medo de Ser,
de à todo momento escolher,
com acerto e precisão,
a melhor direção..."



Beto Guedes

sábado, 4 de julho de 2009

Sonho de Realidade 2

"Sonho que se sonha só

É só um sonho que se sonha só

Mas sonho que se sonha junto é realidade"

Raul Seixas

sexta-feira, 3 de julho de 2009

Um sonho de realidade

Eram 6:00 horas quando ele abriu os olhos.
Ainda duvidava do que sonhara. Era tão vivo, tão forte, tão real.
Mas seguramente era um sonho, porque realidades não são tão perfeitas.

Sonhou que estava numa estrada, uma pequena e sinuosa estrada de terra.
A estrada serpenteava por sobre montanhas, subindo a cada metro, como se o objetivo da viagem fosse alcançar o céu.
Numa curva mais forte, à esquerda, a estrada descia um pouco, mas isso não foi percebido.
O que se percebia era um mar de montanhas, perfiladas, mostrando o tamanho do mundo.
Os tons de azuis criavam categorias de montanhas, segundo sua distância.

- O mundo é uma ervilha.
Ele ouviu e olhou para o lado. Ela sorria.
Sorria de ver no rosto dele, o encantamento que ela queria lhe mostrar.
E ele a amava por isso. Pelo encantamento, pela doçura, pela entrega.
Não a imaginava assim, doce, calma, eterna, com olhos de mel.

A viagem os levaria a muitos outros sonhos.
Sonhos de uma realidade apaixonante.

E seguiram, juntos, até o final da estrada.

quinta-feira, 2 de julho de 2009

O Casulo e o Amor

"Preciso não dormir
até se consumar
o tempo da gente.

Preciso conduzir
Um tempo de te amar,
te amando devagar e urgentemente"

Todo Sentimento - Chico Buarque

quarta-feira, 1 de julho de 2009

A sua ausência

"Longe de ti são ermos os caminhos,
Longe de ti não há luar nem rosas;
Longe de ti há noites silenciosas,
Há dias sem calor, beirais sem ninhos!"

Florbela Spanca

terça-feira, 30 de junho de 2009

Como deve ser

"...Porque quem ama nunca sabe o que ama
Nem sabe por que ama, nem o que é amar ...
Amar é a eterna inocência,
E a única inocência é não pensar..."

O Guardador de Rebanhos - Poema Segundo - Fernando Pessoa

segunda-feira, 29 de junho de 2009

Onde nasce a poesia

"Amo-te tanto, e nunca te beijei.
E nesse beijo, amor, que não te dei,
guardo os versos mais lindos que te fiz"

Os versos que te fiz - Florbela Spanca

domingo, 28 de junho de 2009

Durante

E no meio da poesia,
os meus olhos cruzaram com os seus.
A sua boca pediu a minha
e a minha boca, nos seus lábios, emudeceu.

sábado, 27 de junho de 2009

"Ducineia"

Uma música
Um vinho
O frio.
Tudo a favor!
E você,
Que completaria tudo isso,
Longe de mim.

Amor Maduro 2

"O amor maduro é a valorização do melhor do outro.
É a relação com a parte salva de cada pessoa.
Ele vive do que não morreu, mesmo tendo ficado para depois.
Vive do que fermentou criando dimensões novas para sentimentos antigos, jardins abandonados, cheios de sementes.

Ele não pede, tem.
Não reivindica, consegue.
Não percebe, recebe.
Não exige, oferece.
Não pergunta, adivinha.
Existe, para fazer feliz.

O amor maduro cresce na verdade e se esconde a cada auto-ilusão.
Basta-se com o todo do pouco. Não precisa e nem quer nada do muito.
Está relacionado com a vida e por isso mesmo é incompleto.
Pleno em cada ninharia, por ele transformada em paraíso.
É feito de compreensão, música e mistério.
É a forma sublime de ser adulto e a forma adulta de ser sublime e criança.

É o sol de outono: nítido, mas doce.

Luminoso, sem ofuscar.
Suave, mas definido.
Discreto, mas certo."

Artur da Távola

sexta-feira, 26 de junho de 2009

Amor Maduro


"O amor maduro não é menor em intensidade.
Ele é apenas silencioso. Não é menor em extensão.
É mais definido colorido e poetizado.
Não carece de demonstrações: Presenteia com a verdade do sentimento.

Não precisa de presenças exigidas: amplia-se com as ausências significantes..."

quinta-feira, 25 de junho de 2009

Ilusões

Ilusões. Não sofra por ilusões.

Sou onde estou.

Se estou aqui, sou aqui.
Se quisesse ser lá, lá estaria.

O que era dela ela levou.
Não me levou porque não sou dela.

Sou meu, ou de quem eu achar que
valha a pena me doar.

quarta-feira, 24 de junho de 2009

A História das Religiões

A História das Religiões em 90 segundos.

segunda-feira, 22 de junho de 2009

Desfeito

Se olhando nos meu olhos você não sabe onde estou,
onde estarei agora, longe do seu olhar?

Se recebendo o meu amor você não sabe quem sou,
quem serei agora, longe do seu gostar?

Se me doando a você, você não sabe o que quer,
o que será de nós, agora que não somos um?

Uma vida sem amor,
um amor sem propósito,
um propósito sem ação,
uma ação sem sentido.

domingo, 21 de junho de 2009

Choro Contido

Se puder, chore.
Sentiu? Chore.
Desencarne.

Se perca no choro,
mas não se perca de você.

Choro contido doi mais,
apodrece dentro de nós.

Choro contido nos humilha,
nos perde de nossos valores,
afogados em lágrimas submissas.

Choro contido é choro triste,
é choro escravizado, perdido.

Choro contido
é a emoção desfeita,
e a vida parada,
é a morte iminente.

sábado, 20 de junho de 2009

Definição Básica

Por que você vive?

Pelo que você vive?

Responder a essas duas perguntas
vai lhe tirar muitos aborrecimentos.

Faça suas escolhas
Eleja seus princípios.

sexta-feira, 19 de junho de 2009

Postura

O primeiro
e mais óbvio sinal de poder sobre si mesmo
é o silêncio em momentos críticos.

Experimente...

Falar é uma escolha, não uma exigência,
por mais que tentem nos mostrar o contrário.

Não responder em alguns momentos
pode ser a mais poderosa das respostas.
E, no momento certo, a mais compreensiva e real delas.

quinta-feira, 18 de junho de 2009

Escolhas

A vida que vivemos é resultado de opções.

As vezes reclamamos das coisas,
mas não nos rebelamos a ponto de resolvê-las.
Ficamos reclamando e reclamando,
achando que a reclamação fará o que é ruim ir embora.

A maioria das coisas são boas e ruins ao mesmo tempo.
Reclamamos das coisas ruins mas não nos mexemos,
com receio de que a parte boa vá embora também.

Tem gente que gosta das baladas nas noites de sexta-feira,
tem gente que prefere o aconchego de um abraço,
um vinho, um filme, um olhar e tudo o mais que vem depois.

Às vezes as coisas acontecem sem que a gente escolha,
outras vezes, somos convidados a escolher.
Quando escolhemos, melhor não reclamar.
A isso se chama, "cuspir prá cima".
Quer dizer, vai acabar voltando sobre nós.

Precisamos é nos sentir bem,
estarmos conscientes de nossas escolhas.

Mais do que isso,
confiarmos em nossas escolhas.

Tudo sem medo,
porque nessa vida,
tem sempre um chinelo velho "prum" pé cansado.

quarta-feira, 17 de junho de 2009

A direção

Ainda não cheguei lá....
Mas estou quase....quase.

segunda-feira, 15 de junho de 2009

Consciência de mim

As vezes me culpam pelas minhas verdades.
Não tem problema.
Sabe, eu mesmo me culpo por elas, inúmeras vezes.
Mas continuo levando-as ao mundo.
Afinal, elas me fazem quem sou.

Todos nós somos templos de um eu divino.
E os tijolos dessa construção infinda não são senão nossas verdades,
nossos valores, nossos princípios.

Alguns de nós são sólidas catedrais.
Outros, mera taipa que não sobrevive ao vento.
Mas cada um de nós vive conforme seus princípios.
É o que justifica nosso viver.

A infelicidade não está em viver a sua vida.
Está em abandonar os meus princípios.

sábado, 13 de junho de 2009

Passagem das Horas

"Trago dentro do meu coração,
como num cofre que se não pode fechar de tão cheio,
todos os lugares onde estive,
todos os portos a que cheguei,
todas as paisagens que vi através de janelas ou vigias,
ou de tombadilhos, sonhando.
E tudo isso, que é tanto, é pouco para o que eu quero".

Fernando Pessoa

quarta-feira, 10 de junho de 2009

Provérbios

Chinês:
"A pessoa que ama os outros também será amada"

Árabe:
"O nosso inimigo não é aquele que nos odeia,
mas aquele a quem nós odiamos".

segunda-feira, 8 de junho de 2009

O Leitor 2

Achei incompleto o post sobre "O Leitor".
Não esclareci, como deveria, o que me incomodava na mensagem do filme.
Aí lembrei-me do Sermão da Sexagésima, do Padre Antônio Vieira.
Um Sermão fantástico, onde o Clérigo nos ensina o método de se fazer um sermão.

No Sermão da Sexagésima ele questiona o motivo da pregação não estar surtindo efeito entre os cristãos.
"Fazer pouco fruto a palavra de Deus no Mundo, pode proceder de um de três princípios: ou da parte do pregador, ou da parte do ouvinte, ou da parte de Deus."

E ele chega a conclusão de que a culpa é do pregador. E também culpada é a pregação.
"A pregação que frutifica, a pregação que aproveita, não é aquela que dá gosto ao ouvinte, é aquela que lhe dá pena. Quando o ouvinte, a cada palavra do pregador, treme; quando cada palavra do pregador é um torcedor para o coração do ouvinte; quando o ouvinte vai do sermão para casa confuso e atônito, sem saber parte de si, então é a pregação qual convém, então se pode esperar que faça fruto".

Estou me valendo do Padre Antônio Vieira para reforçar o que penso da mensagem do livro e do filme.
Eu não posso ir para casa satisfeito comigo mesmo, acreditando que meus valores são maiores do que os do personagem.
Melhor seria, para meu crescimento, se eu fosse para casa confuso, atônito, acreditando que preciso melhorar para que meus princípios se aproximem do modelo de ser humano do personagem.

A Sétima Arte, eu acredito, tem um compromisso com a evolução humana. Como arte, deve sempre buscar a lapidação do ser humano.
Quer na comédia ou no drama, a manipulação dos arquétipos deve objetivar um repensar do ser humano em busca do melhor de si.

domingo, 7 de junho de 2009

O Leitor

Fui ver "O Leitor".
O filme é fiel ao livro. E o livro é bem escrito.
Não gostei mesmo foi da mensagem que o filme nos traz.

O filme é muito bem feito e os atores, sensacionais.
Aliás, Kate Winslet é fenomenal. Merecia mesmo o Oscar.
Suas expressões, sua postura, realmente fantástica a sua atuação.

Mas, por que não gostei da mensagem?
O personagem Michael Berg destroi tudo com sua "mágoa intransponível".
E depois dela, passa a viver a vida de uma forma pequena,
achando que sua dor é a maior dor do mundo.
Ele não consegue superar os reveses e para no tempo, se fecha, morre para o mundo.

É como o sujeito do famoso poema de Drummond:
"No meio do caminho tinha uma pedra,
tinha uma pedra no meio do caminho".

O sujeito é tão babaca que não consegue superar isso,
não consegue curtir a caminhada, não consegue ver nada além do fato de que
tinha uma pedra no meio do caminho.

Quando a gente chega ao mundo, deve fazer por merecê-lo.
Se fechar ao menor contato com a dor é ser muito pequeno, muito egoísta.
Mas se você quer fazer, que o faça sem levar outros com você.

Acho que a mensagem (tanto do livro quanto do filme)
seria válida se apresentasse uma atitude dessas
para criticá-la, para criar um contraponto. Mas isso não acontece.
Essa mesma atitude foi difundida em "Quem quer ser um milionário" (clique aqui para ler o post).

A vida não é sempre boa. Coisas ruins acontecem com todas as pessoas.
Alguns nascem orfãos, outros perdem os pais bem cedo.
Amores chegam e se vão. Não somos donos de nada.

Mas, acredito, temos a missão de nos tornarmos melhores.
E ser melhor é fazer o correto, é agir de forma responsável.
E o personagem não o fez nas quatro oportunidades que teve:
- quando no tribunal, denunciando sua condição de analfabeta;
- quando na penitenciária, marcando a visita e não comparecendo;
- quando ela pede que ele escreva, e ele se limita às fitas;
- quando no refeitório, fugindo ao contato e sendo frio.

Ela, Hanna Schmitz, poderia se esconder por detrás de toda a sua pouca cultura e escolaridade.
Ele não. Tinha família, estudos e convivia socialmente.
Ele só precisava superar, e não o fez. Não conseguiu.

Bernhard Schlink é o autor do livro. É um dos ícones da atual literatura alemã.
Talvez seja o seu estilo, a sua forma de "chacoalhar" o mundo.
Eu preferiria sair de um filme de uma forma mais elevada, querendo ser melhor,
ao invés de já me sentir melhor, por ter princípios e valores maiores dos que me são apresentados no livro e no filme.

Bernhard Schlink também é autor de "O Outro", já transformado em filme.

O filme " O Leitor" é bom? Não sei lhe dizer.
Assista e me mande sua opinião.

sábado, 6 de junho de 2009

Mova-se

Se você ama e não se declara.
Se você sente mas não se expressa.
Se você sofre mas não se redime.
Se você perdoa mas não se esquece.
Se você sonha mas não realiza.
Se você pensa mas não põe em prática

Você está

a um passo de ser amado, mas não o será.
a um passo da maturidade, mas não crescerá.
a um passo da felicidade, mas não a terá.
a um passo da redenção, mas não conseguirá.
a um passo de ser por inteiro, mas se perderá.


Sentir é motivação para se fazer.
Faça, e crescerá como ser humano.


Se você ama, diga isso a quem ama.
Se você sente, diga o que sente a quem merece ouvir.
Se você sofre, diga porque sofre ao opressor.
Se você perdoa, diga isso ao perdoado.
Se você sonha, dê vida aos seus sonhos.
Se você pensa, dê raizes ao seu pensar.

MATERIALIZE.

sexta-feira, 5 de junho de 2009

Materialize

"O que sentimos não é importante.
Não tem importância nenhuma.
O que importa é o que FAZEMOS".

Tirado do filme "O Leitor", trecho a 1:15:01 do filme

Não nascemos prontos (final)

Última parte da palestra do Professor Cortella.

quarta-feira, 3 de junho de 2009

Não nascemos prontos 3..

Se está gostando, aqui está a parte 3 da palestra do Professor Cortella.

segunda-feira, 1 de junho de 2009

Não nascemos prontos 2...

Continuando a palestra do Professor Mário Sérgio Cortella.
Se ainda não viu a primeira parte, volte um pouco nos Post que você a encontrará.


domingo, 31 de maio de 2009

Ética e Integridade

video

sábado, 30 de maio de 2009

Maturidade e Compreensão

"Há tempo para tudo,
mesmo quando não há tempo para nada...
e o momento certo é sempre perfeito."


Autora desconhecida

sexta-feira, 29 de maio de 2009

Não nascemos prontos...

Esse vídeo é do Professor Mário Sérgio Cortella. Vale a pena "perder" um pouco de tempo nele.

Fila Night Run - Playlist

Pronto. Acabei o Playlist.
Ou melhor, ele quase acaba comigo.

Primeiro, porque selecionar músicas de um Grupo que produziu muitas canções, não é fácil.
Depois, selecionar, dessas tantas músicas, as que combinam com a corrida, num ritmo adequado,
foi bem dificil.

Por fim, está aí.
Muitas músicas ficaram de fora. Todas lindas.
Algumas, porque muito lentas (a exemplo de Jealous Guy, Love, Till There was you e Oh My Love), não combinavam com a proposta da corrida.
Outras, por serem já muito conhecidas(é o caso de Help, Revolution e outras), evitei incluir.

Espero que gostem.


http://rapidshare.com/files/238372692/Runner_11_-_Fila_Night_Run.rar


PISTA LIMPA, CONSCIÊNCIA CIDADÃ

quinta-feira, 28 de maio de 2009

É assim que se faz

"Semeie um ato, e você colhe um hábito.
Semeie um hábito, e você colhe um caráter.
Semeie um caráter, e você colhe um destino"

EXPERIMENTE. PONHA EM PRÁTICA!!

COM CERTEZA, VOCÊ VAI SER MAIS FELIZ.


Serve prá tudo, inclusive para os Copos na Pista.

quarta-feira, 27 de maio de 2009

Fila Night Run 2009 - Etapa 2 - Brasília

Vocês acham que acabou? Acabou nada.
No sábado agora(30.05.09) tem mais corrida, É a Fila Night Run.
Um percurso de 5 e 10 Km, num trecho legal de Brasília, a Esplanada dos Ministérios.
E o mais legal de tudo, a corrida será à noite.

Muita luz, muita alegria, muita diversão.
Nada de sol, protetor solar, nada de calor.
Mas que vai dá para suar, isso vai.

Uma boa idéia é deixar um vinho no carro, já bem geladinho, prá curtir com os amigos depois da linha de chegada. É diversão garantida.

Se vai ter playlist? Claro que vai.
E desta vez uma preferência mundial: Beatles.Já está na montagem.
Dá um pouco de trabalho, mas é divertido.

Como é que se faz um Playlist? Vou contar:

Primeiro você escolhe o tema: Anos 70, Baladas, Rock, Beatles, Dance, etc.

Depois abre um diretório no micro e vai jogando prá lá todas as músicas que dizem respeito ao tema.

Aí, roda um programa para medição dos BPM (batimentos por minutos), o que define o ritmo da música.
Sobre BPM vale uma dica: Todo ritmo pode ser dobrado. Assim, um ritmo lento pode ser usado no dobro de seu bpm. Isso é válido para a corrida, onde você pode acertar a marcação do compasso. Na hora de dançar, não tente se esbaldar numa valsa porque não dá certo, ok?

Agora, o momento é de selecionar as músicas e ordená-las num crescendo em termos de BPM.

Selecionadas as músicas, escuto uma por uma, e vejo se o início ou o final não tem espaço em demasia, ou um início muito lento, ou um final demorado. Se tiver, uso um programa de edição para cortar esses trechos e deixar a música pronta para o ritmo da corrida.

Depois é montar o Playlist.
Eu faço assim: Coloco duas músicas mais lentas (entre 90 e 100 bpms) para o começo da corrida, para sair num pace de 7/1 (7 minutos por Kilômetro). A música ajuda a controlar a largada, senão a gente sai igual um doido e "quebra" logo em seguida. Mantenho 7/1 para os primeiros 3 Km, quando chega a endorfina. Para comemorar, aumento o ritmo das música, para se rodar a 6/1. Mantenho isso para uns 5 Km. Aí entram as músicas de 5/1 que finalizam os últimos 2 Km.

Sempre coloco mais músicas do que o necessário. Uma hora e meia ou duas horas de música. Sabe prá quê?
É que existem vários tipos de corredores, e você pode já querer sair num pace de 6/1 para os 3 primeiros Km, depois subir para 5/1 e chegar em 4/1 no sprint final. É só avançar no playlist que você vai achar músicas para o seu ritmo. Quanto mais você avançar, maiores serão os ritmos das músicas, para acompanhar a sua corrida.

Não avança muito, senão a seleção acaba antes da sua corrida. rs rs rs

Bom, deixa eu voltar para o trabalho senão não dá tempo de eu postar o Playlist para você.

Abraços e boa corrida prá todos nós.

Não custa lembrar:
PISTA LIMPA, CONSCIÊNCIA CIDADÃ.

terça-feira, 26 de maio de 2009

10 K do Sudoeste - O Final

Pode até ser imaginação minha,
mas vi mais copos fora do que dentro da pista.

Não vou dizer que a campanha está fazendo efeito,
que este Blog foi lido por todos os corredores,
nada disso.

Vou dizer que fiquei muito feliz.
Que o pessoal do bairro tem consciência de cidadão.
Que deu gosto correr assim.

Prá quem correu 10 Km, o circuito se repetia.
E isso era bom, porque até o mais rápido dos atletas
se deparou com o que ele e os demais fizeram na pista.

Ainda bem que fomos cidadãos.
Imagina os corredores de 10 Km encontrarem, no chão,
a marca da falta de cidadania, da falta de consciência, da falta de respeito.
Pelo número de participantes, certamente que os últimos 5 Kms
se transformariam numa corrida de aventura.

Parabéns a todos.

Meu Inverno

"Não entendo bem de estações
quase nunca sei onde acaba ou começa,
mas aquele dia era diferente,
deu prá sentir que o inverno chegara.

O dia estava laranja
e o calor do sol
não conseguiu aquecer meu corpo,
e eu sentia frio.

Ainda me lembro daquela tarde,
jamais vira tarde tão triste,
jamais vira frio tão intenso,
jamais sentira meu corpo frio.

Era inverno,
mas só no meu corpo
pois o amor me deixara
e eu ainda estava com frio

Cheguei a pensar que morrera..."

Arturo Angelin

segunda-feira, 25 de maio de 2009

Amar é...

"Amar é...
... sorrir por nada e ficar triste sem motivos,
... é sentir-se só no meio da multidão,
... é o sentir ciúme sem sentido,
... é o desejo de um carinho,
... é abraçar com certeza e beijar com vontade,
... é passear com a felicidade,
... é ser feliz de verdade!"


Albert Camus

sábado, 23 de maio de 2009

A Lei da Atração

A nossa real natureza somente se manifesta verdadeiramente
quando agimos corretamente.

Se pensarmos com grandeza sentir-nos-emos forte,
e tudo nos parecerá fácil e simples.

Se pensarmos com pequenez sentir-nos-emos fraco,
e tudo nos parecerá difícil e complicado.

Porque as pessoas tornam-se aquilo que acreditam ser.

pensamento hindu

Lembre-se:
PISTA LIMPA, CONSCIÊNCIA CIDADÃ

sexta-feira, 22 de maio de 2009

Corrida 10K Sudoeste - Playlist

Conforme prometido, segue o Playlist.
As músicas são todas da década de 80. Época da inauguração do Sudoeste (10.Julho.89)
Quer saber se tem Thriller do Michael Jackson? Claro que tem.
Só não vai parar no meio da corrida prá ficar puxando a perninha e rebolando igual zumbi.
Não lembra como é, clique no título da música e assista o vídeo.
Prá fazer na pista é por sua conta e risco, ok? rs rs rs

Uma coisa melhor de se fazer é arremesso de copo, porque deixa a pista limpa para quem vem atrás, ok?
Se não quiser, não precisa fazer, não é obrigação não.
É solidariedade, respeito, consciência cidadã.

Se for feito com consciência, a atitude se expande,
se incorpora, e a gente passa a não fazer em muitos
outros lugares, tenha gente olhando ou não.

Boa corrida a todos.

Segue o link
http://rapidshare.com/files/236014199/Runner_08_-_10K_Sudoeste.rar

É preciso saber viver....

video

quinta-feira, 21 de maio de 2009

Ofensa e Direito a Liberdade

Lí um texto muito esclarecedor sobre Liberdade de Expressão e Ofensa.

Alguns trechos que gostei muito:

"...A liberdade é precisamente a característica ou a capacidade que cada um tem de se autodeterminar livremente. Sem peias. Sem medos. Sem pressões. Sem limitações, que não as da lei e, já agora, nem sequer as do senso comum ou mesmo as do bom senso. A expressão é livre. Mas a liberdade implica a responsabilidade.
É aqui que releva o direito à diferença, o direito à crítica, o direito a afrontar, o direito à indignação e até a indignar..."

"...A liberdade de expressão, como aliás todas as liberdades, tem como principal, e talvez único, limite o dever de respeitar as liberdades e direitos dos outros..."

"...
Ora, o respeito pelo Outro, não admite força, violência ou dominação, mas antes compreensão, diálogo, aceitação, reconhecimento, bem como a “negociação” das diversidades e a “interpenetração” das diferenças. Estamos perante a concepção de democracia dialógica, no entendimento de Giddens, a qual significa, o reconhecimento da autenticidade do outro, cujas opiniões e ideias estamos preparados para ouvir e debater, como um processo mútuo..."

"...
A Dignidade é o amanhã……É preciso, porém, construí-lo, com Respeito, Paz e Tolerância, hoje."

O texto integral pode ser lido em:
http://cruzadvogados.blogspot.com/2006/02/liberdade-de-expresso-e-respeito-pelo.html

Corpos na Pista

Uma pergunta, só uma.
Me responde uma única pergunta.

- Você andou brincado de "Não gostei"?

Foi você?
Não acredito que tenha perdido o senso,
que tenha ultrapassado os limites,
que não tenha refletido antes.

Não acredito que achou que era digno,
que imaginou que seria entendido e perdoado.
Que seria salvo pela "inocência" do ato.

Por quem os sinos dobram?
Eles dobram por você.

quarta-feira, 20 de maio de 2009

As noites de Quarta

Era para ser engraçado.
Se não fosse, era para ser alegre.
Se a alegria não chegasse, era para ser calma.

Por que não está acontecendo?
Que hora começamos a nos criticar?
Em que momento perdemos a noção do outro?

Não sei o que é,
mas as noites de quarta
estão a parecer com as manhãs de segunda.

A gente se perdeu na crítica do outro.
E no meio desse labirinto que se formou,
já não sei mesmo o que sobrou.

Tenho opiniões contrárias,
tenho posturas antagônicas,
me orgulho de coisas que não são aceitas,
me aceito em coisas que não se acertam.

Será que sou eu,
com minha sensibilidade à flor da pele?
Será que sou o excesso,
e as coisas se ajustam com a minha ausência?

Seria bom a ausência da gente resultar em benefícios.
Pelo menos na falta seriamos úteis.

10K Sudoeste

Domingo tem mais corrida.
È a 10K Sudoeste, em comemoração ao aniversário do Setor Sudoeste, em Brasília.

Segundo a Wikipédia, o Setor Sudoeste foi criado em 10.Julho.1989, como parte integrante do Projeto "Brasília Revisitada", do urbanista Lúcio Costa. Se quiser saber mais, clique no link do título e visite a Wikipédia.

Mas, se o Sudoeste foi criado nos anos 80, merece uma Playlist também da época.
Então, aguardem. O melhor dos anos 80 estará disponível para animar nossos passos pela pista.

O que é o Encanto

"Você sabe o que é Encanto?
É ouvir um sim como resposta,
sem ter perguntado nada".

Albert Camus

terça-feira, 19 de maio de 2009

Os erros que cometi

Aprendi que se aprende errando.
Que crescer não significa fazer aniversário.
Que o silêncio é a melhor resposta, quando se ouve uma bobagem.
Que trabalhar não significa só ganhar dinheiro.
Que amigos a gente conquista mostrando o que somos. E os verdadeiros amigos permanecem.

Aprendi que a maldade também se esconde por detrás de um rosto gentil.
Que não se deve esperar a felicidade chegar mas, sim, procurar por ela.
Que quando penso saber tudo, sou menor do que poderia ser.

Aprendi que amar significa se dar por inteiro.
Entender antes de pedir compreensão.
Perdoar, antes que a mágoa se instale.

Amar ?
É acreditar no potencial do outro,
apoiar suas iniciativas,
ouvir seus problemas, cuidar de suas feridas.
é ver o mundo a partir de seus olhos,
investir em seus sonhos, e trazer-lhe paz.

segunda-feira, 18 de maio de 2009

Copos na Pista 3

"O que importa nessa vida,
mais do que ganhar sozinho,
é ajudar os outros a vencer,
mesmo que isso signifique ter de diminuir os nossos passos".

Albert Einstein

Respeite os atletas mais lentos que você.
Não jogue seu copo na pista.

PISTA LIMPA, CONSCIÊNCIA LIMPA

Desgaste em Exponencial

Terminei os 10 Kms de Goiânia.
O dia estava lindo, clima ameno, atletas animados. Um colorido só.
E eu lá, coração à mil. Afinal, nesse dia (17/05) completava 2 meses de vida como corredor de rua.

Na largada tinha a companhia do Marçal e do Zé. O Marçal entrou no ritmo dele e seguiu em frente. O Zé, amigo e treinador, ficou ao meu lado até o final. Acho que eu arrisquei a amizade nessa corrida, porque o Zé é corredor de elite. Acompanhar pangaré não é fácil não.... rs rs rs

A estratégia de dividir a prova em 3 etapas (4, 3 e 3 Km) com ritmos diferentes teria sido perfeita, não fosse uma subida monstruosa que apareceu no quilômetro 7 e só parou de subir no quilômetro 8. Uma maldade.

Nem o ATB gritando no meu ouvido "Let U Go" ajudou na subida. Aquele batidão até que tentou, mas não foi o suficiente para eu manter o ritmo. E eu vi meus 6 min/Km cairem para 6:30, 7:0, 7:15. Ai eu pensei, daqui não passa. E mantive o ritmo. Só nessa subida ultrapassei uns 4 outros corredores. Dois deles, um casal, já estavam andando.

E aí descobri que quem corre 5 pode até correr 7 Km, mas o desgaste é exponencial. De 7 prá 10 é outra corrida, outro preparo, outro desgaste. Você busca motivação de tudo quanto é lugar.

Quer saber o que me fez terminar? Pois vou contar.
No quilômetro 8, logo depois da subida, eu voltei ao ritmo, mas já apresentava sinais de cansaço. Batimento alto e suor forte, molhando bem a camisa.
O Zé olha prá mim, e com sabedoria de treinador, diz: - Dona Valdete me disse que vai fazer picanha prô almoço.
E aí eu disparei até o final.

sábado, 16 de maio de 2009

Circuito de Corridas CAIXA - Etapa Goiânia 2

Pronto! Terminei o Playlist.
Fiquei a imaginar o que deveria escutar numa corrida de 10 KM, que para mim serão uns 70 minutos de pé na pista.

Claro que Goiânia lembra música sertaneja (excelentes duplas são de lá), mas não dá para ficar uma hora e dez minutos só com sertanejo.

Também, as coisas precisam ir subindo gradativamente, para a gente não disparar no primeiro quilômetro num pace de 5 min/Km. E, verdade seja dita, músicas sertanejas dão um ritmo e tanto. Haja fôlego!!

Como tem um estiramento louco para se consolidar na minha coxa esquerda, pensei em seguir os primeiros 4 Km num pace de 7:30 min/Km, o que daria perto de 30 minutos para esses primeiros quilômetros.

Os 3 Kms seguintes eu faria numa tocada de 6:30 min/Km, o que somaria mais uns 20 minutos ao tempo inicial. Para esses, os BPM deverão ser mais rápidos, já forçando mais um pouco o ritmo.

Por fim, para os 3 Kms finais eu tentaria impor uns 6:00 min/Km (ou até uns 5:00, mas vai depender da coxa esquerda). Aí já seriam mais 18 minutos, num total de 68 minutos. Então vamos arredondar para uns 70 minutos (ou, 1 hora e 10 minutos).

Como sempre, as músicas vão num crescendo de ritmo e bpm. Também coloquei mais músicas (são 35 no total). Caso você queira subir o nível da corrida antes dessa marcação, não tem problema. Quanto mais você adiantar a sequência, mais ritmo você terá.

Espero que gostem.

E, como sempre, boa corrida a todos os participantes.

http://rapidshare.com/files/233487796/Runner_6_-_Circuito_Caixa_Goiania_2009.rar

Só lembrando:

PISTA LIMPA, CONCIÊNCIA LIMPA

O que não está dito 5

Então finjo minhas dores,
para o melhor de tudo obter.

Estou curado, mas não digo,
e com isso volto a você.

sexta-feira, 15 de maio de 2009

Até onde vai o seu limite?

Prá quem vai fazer os 10 Km pela primeira vez.
Esse vídeo é muito legal.
Foque sua atenção no objetivo. Apenas nele.
E corra, corra, corra....

quinta-feira, 14 de maio de 2009

Superação

Entenda, nós não estamos lhe pedindo muito...
Apenas não jogue o Copo na Pista.
Pense nos demais corredores.
Você não sabe a dificuldade deles,
mas pode Respeitá-los.

PISTA LIMPA, CONSCIÊNCIA LIMPA.

Se você fazia, por favor, não faça mais.
Se não faz, ajude-nos a ganhar novos adeptos.


Princípio prá quem tem Princípios.

Queria usar essa questão dos Copos na Pista para comentar uma outro ponto, muito importante: O Princípio.
Não a Gênese, a Bíblia, o Verbo.
O Princípio Moral, o Princípio de cada um, o ingrediente maior do qual são feitas as pessoas, o adamantium do Volverine.

Você percebe as pessoas pela forma como elas se envolvem ou não nas questões coletivas.
Porque, para as questões pessoais, cada um tem sua motivação. Agora, quando se trata do coletivo, poucos, muito poucos se envolvem. É aí que se separam os meninos dos Homens.

Vamos aos fatos.
Quando vi o tanto de Copos na Pista me lembrei das salas de cinema, das esperas de Metrô, das Rodoviárias. Tudo tão sujo. Piso, banheiros, uma vergonha.
Mas isso é reflexo do povo e, nesses lugares, as pessoas não têm rosto. A gente não sabe quem ajudou a sujar e quem foi bom cidadão (ou cidadã, é claro).

Agora, numa pista de corridas esperamos encontrar pessoas mais esclarecidas. Mais voltadas para a saúde, do corpo, da mente, da alma, da cidade e do planeta.
Desportistas são mais ligados nessas questões. Então, pensei que seria um bom começo.
Se a gente consegue erguer um movimento em prol da PISTA LIMPA, CONSCIÊNCIA LIMPA, vamos, aos poucos, levando isso para outros lugares.

Pois não tive dúvidas. Pensei numa estratégia e começei logo na segunda-feira bem cedo.
Fiz pesquisas no Google, lí o que já haviam escrito, vi fotos, e mesmo achando que isso já começou em muitos lugares e não foi prá frente, decidi arriscar.

Falei prô Zé, meu irmão, amigo, treinador e ele me disse: - Vai em frente!
E eu perguntei: - Mas você, que corre há muito tempo, não se incomoda com isso?
E ele, sabiamente disse: - JB, o rei está nú. A gente corre há tanto tempo que já incorporou isso à paisagem. Não percebe mais. Mas você está certo, isso poderia ser diferente.

E eu mantei vários emails.
Mandei um para um cara que eu admiro, cidadão honorário de Brasília, grande empreendedor, corredor e patrocinador de atletas. Logo recebi sua resposta: - Conte comigo.
Que alegria!!! Estava combatendo o bom combate e tinha um aliado de peso. Um cara que é formador de opinião. Que, mais do que eu, pode fazer as coisas acontecerem.

Mandei também para um empresário, dono de um site e de lojas de esporte. Grande retorno também. - JB, conta com a gente!!!

E foi assim com o pessoal da CEF, amigos, parceiros, etc. A corrente começa a se formar ou, sem a pretensão de ser dono de nada, volta a se fortalecer em prol da cidade, do país, de Gaia.

Mandei também para uma corredora e blogueira lá de BH. Não recebi nada de volta. Achei que, pelo seu Blog, seus princípios indicavam que ela ia aderir de imediato. Errei feio.

Mas é isso. O princípio é prá quem tem Princípios.

Abraço a todos.

quarta-feira, 13 de maio de 2009

Circuito de Corridas CAIXA - Etapa Goiânia

Acham que eu vou perder?? De jeito nenhum.

E isso por 3 motivos:
Primeiro, estou começando agora, e a gente quando começa fica "fominha". Corre em batizado, posse de síndico, e até em protesto de metalúrgico (Hoje, nem tanto. Quando tinha "Puliça" a gente corria mais).
Segundo, e não menos importante, a corrida é em Goiânia, terra da Dona Valdete e Seu Zé, meus pais adotivos. É sempre uma alegria ir para lá.
Terceiro, tenho companhia. Vou correr com dois amigos. Bem, é mais ou menos isso. Eles vão correr e eu também vou, o que não quer dizer que estaremos correndo juntos. Até porque os dois são veteranos. Já correram Buenos Aires, Rio, Nova York, e mais um monte de lugares.

E já estou pensando no Tracklist. Quem sabe uns sertanejos daqueles dos bons. César Menotti e Fabiano, Victor e Léo, Chitãozinho e Chororó, e mais um monte de gente boa.

Mas também poderia ser o velho e bom ritmo DISCO. Quer combustível maior para os pés???

Serão 10 KM, sugerindo pelo menos uns 50 minutos de pura diversão. Eu falei 50 minutos??? Não estou tão bem assim não.

Mas isso eu conto depois.

Prá quem vai correr, desejo boa saúde e muita energia. E, vamos lembrar do Arremesso de Copo.

ARREMESSO DE COPO - ESSE MOVIMENTO É LEGAL.

terça-feira, 12 de maio de 2009

Copos na Pista 2



Pessoal,
Vejam a foto ao lado. Isso é muito feio.
Prá quem fica por último, então,
é uma verdadeira corrida de obstáculos.
Sem falar nos atletas com necessidades especiais, nos cadeirantes.
Copo na pista dificulta tudo, gente.

Correr é saudável, e Arremesso de Copo também o é.

Está na hora da gente praticar Arremesso de Copo, deixando a pista limpa para os demais corredores.

Arremesso de Copo. Esse Movimento é Legal.

segunda-feira, 11 de maio de 2009

Copos na Pista

Participei ontem da Corrida União Européia, minha segunda corrida.
E pela segunda vez, esputefato (que palavra mais antiga, essa), ví um monte de copos de água jogados pela pista.

Eu não sei se sou novo no esporte e ainda vou me acostumar com isso ou se, sendo novo, deveria trazer um alerta aos que, já experientes, não têm mais o olhar crítico para esse fato.

Talvez seja normal se beber a água e jogar o copinho no chão, mas não seria melhor se os jogássemos fora da pista, em respeito aos demais corredores que vêem atrás de nós?

Além de uma questão de cidadania, é também uma questão de consciência. E aqui cito 3 consciências básicas:
A consciência imediata de que alguém, próximo a nós, que curte o esporte, pode tropeçar nesse copo e acabar caindo.
A consciência periférica ao evento, dando mostras de que sei cuidar da minha cidade. De que sou cidadão e sei jogar o lixo no lugar certo. Olha, até não estou propondo se jogar o copinho numa lixeira (que já poderia estar colocada alí, estratégicamente, sob o patrocínio de uma empresa cidadã ), mas pelo menos não jogar na pista.
A consciência ampla, de uso consciente do planeta, de respeito ecológico, usando aquele momento como demostração de propósito, de bons costumes.

Somos desportistas, queremos saúde, queremos um mundo melhor. Por que, então, não darmos o exemplo?
Tem muita empresa patrocinando atletas. Por que não instruí-los para que dêem o exemplo. Para que mostrem que ele e a empresa que o patrocina cuidam do meio ambiente?

E os sites de inscrições? Eles poderiam estampar banner, promover uma campanha, se engajar nessa mudança de postura.

O SLU também poderia, ao final de cada prova, nos dar uma estatística. Quantos copinhos recolhidos, quantos dentro da lixeira, quantos fora. Vamos por fatos e dados nessa campanha, e vamos nos superar a cada evento.

Também vi muitos fotógrafos instalados na chegada, mas poderia ter alguns no trecho que distribui água, para pegar uns flagrantes, comprar a idéia e promover uma mudança positiva no esporte.

Vamos começar isso, gente. É importante, é urgente, é legal. E, mais do que tudo, é muito fácil.
Basta querer.

domingo, 10 de maio de 2009

Dia da Mãe...


..DOS FILHOS DESTE SOLO ÉS MÃE GENTIL..

sábado, 9 de maio de 2009

O que não está dito 4

Li todas as recomendações.
Ignorei as contra-indicações.

Guardei todas as palavras,
Importante que eram seus conselhos.

Fiz como prometido,
me curei de todas as feridas.

Por mais que eu queira me curar,
estar doente é um álibi
para ter você perto de mim.

sexta-feira, 8 de maio de 2009

Corrida União Européia

Vem aí a Corrida União Européia, marcada para esse domingo (10/05/09), dia das mães na cidade de Brasília(DF).
Não tem motivo melhor para um incremento na performance. Todos os que irão participar vão querer terminar logo para pegar o almoço ainda quente na casa da mãe, e claro, com um enorme sorriso no rosto por ter se superado no evento.

Montei um Playlist (coisa que sempre faço) para motivar ainda mais.
Pensei em colocar o Agnaldo Timóteo cantando Mamãe, mas achei que perderia muitos adeptos dos meus playlists.

Desisti da idéia, mas até que seria engraçado ver um monte de gente parando a corrida com aquele olhar de " não acredito que ele colocou uma música dessas aqui"....
Eh! Seria engraçado, mas a minha mãe receberia uma péssima homenagem...rs rs rs

Então segue um esquema legal, com BPMs que vão crescendo, logo após a primeira música que é mais lenta, para você não sair disparado e "quebrar" logo nos primeiros quilômetros.

Baixe, escute e, se gostar, deixa um comentário.
Se não gostar, deixa também, para eu acabar logo com minha carreira de DJ.

Antes de baixar, veja aqui uma das músicas para você avaliar o o estilo do Playlist.

Boa corrida a todos.

http://rapidshare.com/files/230666664/Runner_3_-_Uniao_Europeia.rar

quinta-feira, 7 de maio de 2009

Evoluimos...

quarta-feira, 6 de maio de 2009

A Saga do Corredor de Rua...

Essa animação é incrível,
E mostra bem a determinação do corredor de rua.

O video foi patrocinado pela NIKE e tem
o James Jarvis na animação.
A direção é do Richard Kenworthy e a
trilha foi composta por Caribou.


terça-feira, 5 de maio de 2009

Poesia de mim

Sou inimigo de mim quando me esqueço,
Sou complacente de mim quando me perdôo,
Sou carrasco de mim quando me humilho,
Sou ausente de mim quando devaneio.

Sou amigo de mim quando me percebo,
Sou justo de mim quando me respeito,
Sou humilde de mim quando me entendo,
Sou o melhor de mim quando me aceito.

segunda-feira, 4 de maio de 2009

Para elevar a sua alma...


Esta música é originalmente cantada pelos Beach Boys.
Já era linda, mas se superou na voz de Lorrie Morgan.

Acione o play, aumente o som e se envolva na melodia.

Com certeza, essa música lhe trará boas sensações.

Se quiser chorar, chore.
Não se preocupe, baby.
Tudo ficará bem.

Don´t worry baby,
Everything will turn out alright.

domingo, 3 de maio de 2009

Bilhete

"Se tu me amas, ama-me baixinho,
não o grites por cima dos telhados,
deixa em paz os passarinhos

Deixa em paz a mim!

Se me queres, enfim,
tem que ser bem devagarinho,
amada, que a vida é breve,

E o amor, mais breve ainda..


Mário Quintana

Três de Maio

Quando eu cheguei você já estava aqui,
não sei se preparando o caminho para minha vinda,
não sei se aprendendo da vida para mim.

Só sei que cheguei despreparado,
mas não cheguei com medo,
senti força e amor no seu olhar.

E acreditei que tudo você me ensinaria,
e foi assim.

Tenho hoje você em cada coisa que faço.
Tenho você no meu pensamento e no meu olhar,
nas minhas vitórias (que lhe dedico),
e no aprendizado de minhas derrotas.
Tenho você na memória e no desejo de te reencontrar.

sábado, 2 de maio de 2009

O que perdoar..

Podemos facilmente perdoar uma
criança que tem medo do escuro.

A real tragédia da vida é quando
os homens têm medo da luz.

Platão

sexta-feira, 1 de maio de 2009

Roubei de Victor Hugo

"Toda a minha alma lhe pertence. 
Se minha inteira existência não fosse sua,
a harmonia do meu ser ter-se-ia perdido e eu teria morrido."

(Victor Hugo, em carta a Adèle Foucher)

Desejo

"Desejo primeiro que você ame,
E que amando, também seja amado.
E que se não for, seja breve em esquecer.
E que esquecendo, não guarde mágoa.

Desejo, pois, que não seja assim,
Mas se for, saiba ser sem desesperar.

Desejo também que tenha amigos,
Que mesmo maus e inconseqüentes,
Sejam corajosos e fiéis,
E que pelo menos num deles
Você possa confiar sem duvidar.

E porque a vida é assim,
Desejo ainda que você tenha inimigos.
Nem muitos, nem poucos,
Mas na medida exata para que, algumas vezes,
Você se interpele a respeito
De suas próprias certezas.
E que entre eles, haja pelo menos um que seja injusto,
Para que você não se sinta demasiado seguro.

Desejo depois que você seja útil,
Mas não insubstituível.
E que nos maus momentos,
Quando não restar mais nada,
Essa utilidade seja suficiente para manter você de pé.

Desejo ainda que você seja tolerante,
Não com os que erram pouco, porque isso é fácil,
Mas com os que erram muito e irremediavelmente,
E que fazendo bom uso dessa tolerância,
Você sirva de exemplo aos outros.

Desejo que você, sendo jovem,
Não amadureça depressa demais,
E que sendo maduro, não insista em rejuvenescer
E que sendo velho, não se dedique ao desespero.
Porque cada idade tem o seu prazer e a sua dor e
É preciso deixar que eles escorram por entre nós.

Desejo por sinal que você seja triste,
Não o ano todo, mas apenas um dia.
Mas que nesse dia descubra
Que o riso diário é bom,
O riso habitual é insosso e o riso constante é insano.

Desejo que você descubra,
Com o máximo de urgência,
Acima e a respeito de tudo, que existem oprimidos,
Injustiçados e infelizes, e que estão à sua volta.

Desejo ainda que você afague um gato,
Alimente um cuco e ouça o joão-de-barro
Erguer triunfante o seu canto matinal
Porque, assim, você se sentirá bem por nada.

Desejo também que você plante uma semente,
Por mais minúscula que seja,
E acompanhe o seu crescimento,
Para que você saiba de quantas
Muitas vidas é feita uma árvore.

Desejo, outrossim, que você tenha dinheiro,
Porque é preciso ser prático.
E que pelo menos uma vez por ano
Coloque um pouco dele
Na sua frente e diga "Isso é meu",
Só para que fique bem claro quem é o dono de quem.

Desejo também que nenhum de seus afetos morra,
Por ele e por você,
Mas que se morrer, você possa chorar
Sem se lamentar e sofrer sem se culpar.

Desejo por fim que você sendo homem,
Tenha uma boa mulher,
E que sendo mulher,
Tenha um bom homem
E que se amem hoje, amanhã e nos dias seguintes,
E quando estiverem exaustos e sorridentes,
Ainda haja amor para recomeçar.

E se tudo isso acontecer,
Não tenho mais nada a te desejar ".

Victor Hugo

Eu e o mundo..

"Sou do tamanho do que vejo,
e não do tamanho da minha altura"

Antônio Caieiro

quinta-feira, 30 de abril de 2009

O jeito certo..

"Não chore porque já terminou.
Sorria, porque aconteceu"

Gabriel Garcia Marquez

quarta-feira, 29 de abril de 2009

Idas e Vindas

Nem sempre a dieta é conseguida,
Nem sempre o corpo é só sadio.

Nem sempre a cura é obtida.
Nem sempre o eu é percebido.

Nem sempre a calma é comedida,
Nem sempre a fúria é entendida.

Nem sempre a dor é consequência,
Nem sempre o mal é proseguido.

Nem sempre a razão é prometida,
Nem sempre o luto é merecido.

Nem sempre a sombra provêm da luz,
Nem sempre a luz explica o mundo.

Nem sempre o mundo se justifica,
Nem sempre o amor se glorifica.

Nem sempre estamos em sintonia,
que dera um dia ... quem dera um dia...

terça-feira, 28 de abril de 2009

Tudo a Declarar..







segunda-feira, 27 de abril de 2009

O que não está dito 3

Preciso te encontrar.
Não sou eu quem quero, é meu corpo.
Você sabe cuidar dele melhor do que eu.

Ele anda descompassado.
Não sei se é o ar, ou a falta dele.
Pode ser solidão, palpitação,
ou somente a ausência do seu olhar.

Estivemos pouco tempo juntos.
E esse pouco tempo,
que sempre nos basta,
na saudade, é quase nada.

domingo, 26 de abril de 2009

Nada a declarar..

Todos estamos às voltas com o Imposto de Renda.
Dever cívico de quem pode ter o que declarar.
Claro, porque muitos não têm nada ou muito pouco.

Os que nada têm se entregam para um "Bolsa" qualquer, que lhes mantém no cabresto, lhes tira as poucas ações de crescimento, garantindo a subserviência. Uma técnica que lhes dá o pão, em troca da dignidade. Que lhes tapa os olhos, para que sejam obedientes nas urnas.

Os mais afortunados estão em pânico. Foi isso que disse o presidente. E, no entender dele, foi esse pânico que "provocou" a entrada do país na crise.

Eu já estou em pânico muito antes da crise. Da crise financeira, quero dizer. Meu pânico começou com a crise de Ética que vem assolando o país há duas eleições.

Quem me dera essa crise se resolvesse tão facilmente quanto se vai resolver a financeira. Essa crise, a falta de Ética, resolveu foi a crise financeira de muita gente.

Para dirimir dúvidas, fica aqui a frase do DIGNÍSSIMO (em letras maiúsculas mesmo) Senador Pedro Simon em entrevista ao Jornal do Comércio:

"Sou obrigado a reconhecer que, com toda a corrupção que teve de um tempo para cá, o que encontramos no governo Collor deveríamos ter enviado para o juizado de pequenas causas."

sexta-feira, 24 de abril de 2009

O que é saudade..

Saudade não é doença,
saudade é precisão.

Precisão não de medida certa,
mas precisão de precisar.

Precisar é medida incerta,
medida incerta do gostar.

Mas gostar? Gostar é medida certa,
de um coração posto a amar.

Saudade o que é então?
Saudade é a decorrência,
da precisão de se amar.

quarta-feira, 22 de abril de 2009

Mundo Urbano

Nem sempre que vou a casa de minha irmã eles estão por lá. Às vezes estão num dos cantos do Brasil, acompanhando algum evento, entrevistando atletas, promovendo gravações. Outras vezes estão em casa, mas mesmo assim não é fácil estar com eles. Vivem às avessas.

Não. Antes que você interprete mal, vou explicar melhor. Viver às avessas não quer dizer que é errado. Só é diferente. Quer ver?

Acordam à tarde e já de tarde mesmo estão no escritório, respondendo emails, conversando em chats, MSN, TWITTER, etc. É hora de produzir os textos, agendar novos eventos, acertar a programação, se conectar com o mundo, ver o que está acontecendo. A noite é o momento de editar gravações, selecionar imagens, definir trilha sonora e montar o programa. Tudo isso para, de madrugada, cuidarem do “upload”.

Nem pense em sugerir alteração nessa rotina. Eles já tentaram, mas o dia precisa ser de atenção aos seguidores e parceiros, de gravação de cenas e entrevistas, ficando a noite dedicada à criação. O danado do “upload” é melhor se fazer de madrugada. Seis horas da manhã? Fecham o escritório e vão dormir.

Eles também se amam. Trabalham juntos, convivem 24 horas( o que já teria destruído muito casamento), e estão sempre namorando. Por esses dias mesmo eu ouvi, ao acordar, o barulho do carro deles saindo. Depois vim a saber que tinham terminado o trabalho, e antes de dormir, foram ver o sol nascer no alto da colina. Lindo, né? O segredo? Muito respeito e admiração um pelo outro. Cada um tem seu papel, sua competência, seu espaço. E eles reconhecem isso, e fazem disso um mantra.

Eles cuidam do MUNDO URBANO. Um programa que projeta luz sobre esportes urbanos, muitos deles você nem deve saber que existem. Long Board, Le parkour, Mono, BMX, Night Bikers, In Line e muitos outros. Os atletas se esmeram na técnica, superam limites, vencem desafios, sobrevivem sem patrocínio e às vezes, por erro nosso, são até mal vistos.

O programa é testado a cada dia porque ele é postado em um site que vive de “views”. Se é visto, ganha destaque, e aí vai para a exibição na TV.

Já se imaginou sendo colocado à prova a todo instante? Não é prá qualquer um. Mas eles são novos valores, de uma nova geração. Sabem que o mundo é competitivo e aceitam isso. Sabem que o amor não se compra, não se contrata, não se aprisiona, e respeitam isso.

Eles são Rodrigo e Mariana.

Clique aqui e veja um Video do MUNDO URBANO.

Se aparecer uma tela lhe perguntando se o vídeo deve ir para a TV, não hesite:

DIGA SIM AO MUNDO URBANO.




 
BlogBlogs.Com.Br