quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Do Amor

O amor não pede muito.
Sinceridade apenas.

Com sinceridade, tudo o mais se viabiliza,
ou se extingue.

Lealdade, fidelidade, comprometimento?
São questões importantes, mas são naturais
em relacionamentos sinceros.

terça-feira, 24 de agosto de 2010

A ousadia do trapezista

A ousadia depende de se conhecer a si mesmo,
de se saber apto, preparado.
Mas também depende, e muito, de se acreditar nas redes de proteção.

sábado, 21 de agosto de 2010

Nossa História

Nascemos de um olhar,
talvez de uma lembrança,
ou mesmo de uma esperança.

Mas a verdade,
é que nascemos da certeza de nós dois.

Nascemos de nossas crenças.
sem aposta,
sem tentativa,
sem dúvida.

Nascemos da confiança no amor.

Vimos montanhas,
cachoeiras e riachos.

Vimos Planalto, estradas nuas.

Vimos velhas civilizações, mundo antigo.
Vimos autopistas e novas construções.

Vimos ruas velhas,
Tiradentes, Pirenópolis, Goias Velho.

Ouvimos poesias e poetas
Florbela, Pessoa, Coralina.

Corremos da chuva, do vento e do frio, juntos.

Juntos fizemos muito.
E de tudo que fizemos, o que mais me agrada,
é ter a sensação de que tudo ainda é pouco.

Podemos mais,
queremos mais,
faremos mais.
E tudo isso,

JUNTOS.

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Por você

"Você não sabe quanta coisa eu faria
Além do que já fiz
Você não sabe até onde eu chegaria
Pra te fazer feliz

Eu chegaria
Onde só chegam os pensamentos
Encontraria uma palavra que não existe
Pra te dizer nesse meu verso quase triste
Como é grande o meu amor

Você não sabe que os anseios do seu coração
São muito mais pra mim
Do que as razões que eu tenha
Pra dizer que não
E eu sempre digo sim
E ainda que a realidade me limite
A fantasia dos meus sonhos me permite
Que eu faça mais do que as loucuras
Que já fiz pra te fazer feliz

Você só sabe
Que eu te amo tanto
Mas na verdade
Meu amor não sabe o quanto
E se soubesse iria compreender
Razões que só quem ama assim pode entender

Você não sabe quanta coisa eu faria
Por um sorriso seu
Você não sabe
Até onde chegaria
Amor igual ao meu

Mas se preciso for
Eu faço muito mais
Mesmo que eu sofra
Ainda assim eu sou capaz
De muito mais
Do que as loucuras que já fiz
Pra te fazer feliz"


Roberto Carlos - Você não sabe

Como Aconteceu - Episódio 7

"...
Você
É mais do que sei
É mais que pensei
É mais que esperava, baby

Você
É algo assim
É tudo pra mim
É como eu sonhava..."


Tim Maia - Você

Como Aconteceu - Episódio 6

"...
Por onde andei
Enquanto você (nem) me procurava?


E o que eu te dei?
Foi muito pouco ou quase nada
(diante do tanto que recebi de você)

E o que eu deixei?
Algumas roupas penduradas
(e, claro, um quarto cheio de tralhas)

Será que eu sei
Que você é mesmo
Tudo aquilo que me faltava?...

(Sim, eu sei, eu sei, eu sei de verdade).

(Você é mesmo TUDO o que me faltava)


Adaptado de Nando Reis, na música Por onde andei?

Como Aconteceu - Episódio 5

:...
Eu tenho tanto pra lhe falar
Mas com palavras não sei dizer

Como é grande o meu amor por você

E não há nada pra comparar
Para poder lhe explicar

Como é grande o meu amor por você"


Roberto Carlos - Como é grande o meu amor por você

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Como Aconteceu - Episódio 4

"...
Mais foi te encontrar e o futuro
Chegou como um presentimento
Meus olhos brilharam, brilharam
No escuro da emoção"



Pedro Mariano - Acaso

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Como Aconteceu - Episódio 3

"...
Nem o perfume de todas as rosas é igual
a doce presença do seu amor.

O amor estava aqui (dentro de mim),
mas eu nunca saberia (nem poderia imaginar)
o (tanto que ele se revelou) quando te vi."




adaptação da poesia de
Beto Guedes, na música Quando te vi

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Como Aconteceu - Episódio 2

"Foi assim, como ver o mar
A primeira vez que meus olhos se viram no seu olhar

Não tive a intenção de me apaixonar
Mera distração e já era momento de se gostar

Quando eu dei por mim nem tentei fugir
Do visgo que me prendeu dentro do seu olhar

Quando eu mergulhei no azul do mar
Sabia que era amor e vinha pra ficar..."


Flavio Venturini - Todo azul do mar

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Como Aconteceu

...
Quando me chamou, eu vim
Quando dei por mim, tava aqui
Quando lhe achei, me perdi
Quando vi você, me apaixonei...



Chico César - À primeira Vista

domingo, 8 de agosto de 2010

Prá se dizer cantando

"
Canto
Para dizer que no meu coração
Já não mais se agitam as ondas de uma paixão

Ele não é mais abrigo de amores perdidos
É um lago mais tranquilo
Onde a dor não tem razão

Nele a semente de um novo amor nasceu
Livre de todo rancor, em flor se abriu

Venho reabrir as janelas da vida
E cantar como jamais cantei
Esta felicidade ainda

Quem esperou, como eu, por um novo carinho
E viveu tão sozinho
Tem que agradecer

Quando consegue do peito tirar um espinho
É que a velha esperança
Já não pode morrer
"

Paulinho da Viola - Onde a dor não tem razão

sábado, 7 de agosto de 2010

O que será!!!

"...
A vida da gente é mistério
A estrada do tempo é segredo
O sonho perdido é espelho
O alento de tudo é canção
O fio do enredo é mentira
A história do mundo é brinquedo
O verso do samba é conselho
E tudo o que eu disse é ilusão"

Paulinho da Viola - Alento

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Da minha certeza

Eu não sei os caminhos,
confio que você os conheça.

Belos, floridos, ou mais.
Calmos, suaves, ou não.
Tortuosos, áridos, sombrios,
não sei mesmo o que será.

Confio,
porque sei quem somos,
o que podemos juntos,
e do que são feitos
os elos que nos unem.

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

De um jeito ou de outro

"
Mente ao meu coração
Que cansado de sofrer
Só deseja adormecer
Na palma da tua mão .

Conta ao meu coração
Estória das crianças
Para que ele reviva
As velhas esperanças.

Mente ao meu coração
Mentiras cor-de-rosa
Que as mentiras de amor
Não deixam cicatrizes.

E tu, tu és a mentira mais gostosa
De todas as mentiras que tu dizes"

Paulinho da Viola - Mente ao meu coração

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Da realidade

"
Tudo o que faço ou medito
fica sempre na metade.
Querendo, quero o infinito,
Fazendo, nada é verdade"
...

Fernando Pessoa - Páginas de Literatura e Doutrina Estética
 
BlogBlogs.Com.Br