domingo, 12 de dezembro de 2010

Verdades nuas e cruas

A intimidade é para quatro paredes. Se exposta ao vento, adoece o amor.

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Desejo e Reparação

Quer me amar? Me ame.
Quer sentir saudades de mim? Sinta.
Quer chorar por mim? Chore.

Mas, por favor, faça tudo suavemente, com carinho.

Porque esse pode ser o seu momento, a sua cura.

E eu? Eu talvez nem exista mais.
Senão para todos, talvez ao menos para você.

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Eu

"Que a força do medo que tenho
não me impeça de ver o que anseio

que a morte de tudo em que acredito
não me tape os ouvidos e a boca

porque metade de mim é o que eu grito
mas a outra metade é silêncio.

Que a música que ouço ao longe
seja linda ainda que tristeza

que a mulher que amo seja pra sempre amada
mesmo que distante

porque metade de mim é partida
mas a outra metade é saudade.

Que as palavras que eu falo
não sejam ouvidas como prece e nem repetidas com fervor

apenas respeitadas como a única coisa
que resta a um homem inundado de sentimentos

porque metade de mim é o que ouço
mas a outra metade é o que calo.

Que essa minha vontade de ir embora
se transforme na calma e na paz que eu mereço

e que essa tensão que me corrói por dentro
seja um dia recompensada

porque metade de mim é o que penso
mas a outra metade é um vulcão.

Que o medo da solidão se afaste
e que o convívio comigo mesmo se torne ao menos suportável

que o espelho reflita em meu rosto um doce sorriso
que eu me lembro ter dado na infância

porque metade de mim é a lembrança do que fui
a outra metade não sei.

Que não seja preciso mais do que uma simples alegria
pra me fazer aquietar o espírito

e que o teu silêncio me fale cada vez mais

porque metade de mim é abrigo
mas a outra metade é cansaço.

Que a arte nos aponte uma resposta
mesmo que ela não saiba

e que ninguém a tente complicar
porque é preciso simplicidade pra fazê-la florescer

porque metade de mim é platéia
e a outra metade é canção.

E que a minha loucura seja perdoada

porque metade de mim é amor
e a outra metade,
também
.




Oswaldo Montenegro - Metade

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Você é o que ninguém vê

"Você é o brinquedo que brincou,
o nervo à flor da pele,
o segredo que guardou.

Você é sua praia preferida,
aquele amor atordoado que viveu,
a conversa séria que teve um dia com seu pai.

Você é o que você lembra...

Você é a saudade que sente de sua mãe,
o sonho desfeito quase no altar,
a infância que você recorda,
a dor de não ter dado certo,
de não ter falado na hora.

Você é aquilo que foi amputado no passado,
a emoção de um trecho de livro,
a cena de rua que lhe arrancou lágrimas.

Você é o que você chora...

Você é o abraço inesperado,
a força dada para o amigo que precisa,
é o pêlo do braço que eriça,
a sensibilidade que grita.

Você é o carinho que permuta,
é a palavra que consola,
os gritos destrancados da garganta,
os pedaços que você junta,
o orgasmo, a gargalhada, o beijo,

Você é o que você desnuda...

Você é a raiva de não ter alcançado,
a impotência de não conseguir mudar,
Você é o desprezo por aqueles que mentem,
o desapontamento com o Governo,
o ódio que tudo isso dá.

Você é aquele que rema,
que, cansado, não desiste,
é a indignação com o lixo jogado do carro,
a ardência da revolta.

Você é o que você queima...

Você é aquilo que reinvindica,
o que consegue gerar através de sua verdade, de sua luta.
é os direitos que tem, os deveres que se obriga,
é a estrada por onde corre atrás,
que serpenteia, atalha, busca.

Você é o que você pleiteia...

Você não é só o que come e o que veste.
é o que requer, recruta, rabisca, traga, goza e lê.

Você?

Você é, também e principalmente, o que ninguém vê..."

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Só de Sacanagem (se preferir, tem um vídeo no final)

"Meu coração está aos pulos!

Quantas vezes minha esperança será posta à prova?

Por quantas provas terá ela que passar? Tudo isso que está aí no ar, malas, cuecas que voam entupidas de dinheiro, do meu, do nosso dinheiro que reservamos duramente para educar os meninos mais pobres que nós, para cuidar gratuitamente da saúde deles e dos seus pais, esse dinheiro viaja na bagagem da impunidade e eu não posso mais.

Quantas vezes, meu amigo, meu rapaz, minha confiança vai ser posta à prova?

Quantas vezes minha esperança vai esperar no cais?

É certo que tempos difíceis existem para aperfeiçoar o aprendiz, mas não é certo que a mentira dos maus brasileiros venha quebrar no nosso nariz.

Meu coração está no escuro, a luz é simples, regada ao conselho simples de meu pai, minha mãe, minha avó e os justos que os precederam: "Não roubarás", "Devolva o lápis do coleguinha", "Esse apontador não é seu, minha filha". Ao invés disso, tanta coisa nojenta e torpe tenho tido que escutar.

Até habeas corpus preventivo, coisa da qual nunca tinha visto falar e sobre a qual minha pobre lógica ainda insiste: esse é o tipo de benefício que só ao culpado interessará. Pois bem, se mexeram comigo, com a velha e fiel fé do meu povo sofrido, então agora eu vou sacanear: mais honesta ainda vou ficar.

Só de sacanagem! Dirão: "Deixa de ser boba, desde Cabral que aqui todo mundo rouba" e vou dizer: "Não importa, será esse o meu carnaval, vou confiar mais e outra vez. Eu, meu irmão, meu filho e meus amigos, vamos pagar limpo a quem a gente deve e receber limpo do nosso freguês. Com o tempo a gente consegue ser livre, ético e o escambau."

Dirão: "É inútil, todo o mundo aqui é corrupto, desde o primeiro homem que veio de Portugal". Eu direi: Não admito, minha esperança é imortal. Eu repito, ouviram? Imortal! Sei que não dá para mudar o começo mas, se a gente quiser, vai dar para mudar o final!"


Elisa Lucinda



video

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Do Pensar a Vida

Descobri que "combater o bom combate" aumenta as recordações e diminui o remorso.
Um santo remédio para uma boa noite de sono.

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Do Pensar a Ética

Caminhar em retidão é uma das estradas mais tortuosas que já encontrei pela vida,
mas a paisagem é magnífica, e os companheiros de jornada são incríveis.
Poucos, mas incríveis.

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Do Pensar a Liberdade

A liberdade não dá somente mais felicidade.
Dá também mais segurança.
Isto porque as tiranias sempre atraem espíritos medíocres, e somente homens livres e conscientes a elas jamais se submetem.

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Do Amor

O amor não pede muito.
Sinceridade apenas.

Com sinceridade, tudo o mais se viabiliza,
ou se extingue.

Lealdade, fidelidade, comprometimento?
São questões importantes, mas são naturais
em relacionamentos sinceros.

terça-feira, 24 de agosto de 2010

A ousadia do trapezista

A ousadia depende de se conhecer a si mesmo,
de se saber apto, preparado.
Mas também depende, e muito, de se acreditar nas redes de proteção.

sábado, 21 de agosto de 2010

Nossa História

Nascemos de um olhar,
talvez de uma lembrança,
ou mesmo de uma esperança.

Mas a verdade,
é que nascemos da certeza de nós dois.

Nascemos de nossas crenças.
sem aposta,
sem tentativa,
sem dúvida.

Nascemos da confiança no amor.

Vimos montanhas,
cachoeiras e riachos.

Vimos Planalto, estradas nuas.

Vimos velhas civilizações, mundo antigo.
Vimos autopistas e novas construções.

Vimos ruas velhas,
Tiradentes, Pirenópolis, Goias Velho.

Ouvimos poesias e poetas
Florbela, Pessoa, Coralina.

Corremos da chuva, do vento e do frio, juntos.

Juntos fizemos muito.
E de tudo que fizemos, o que mais me agrada,
é ter a sensação de que tudo ainda é pouco.

Podemos mais,
queremos mais,
faremos mais.
E tudo isso,

JUNTOS.

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Por você

"Você não sabe quanta coisa eu faria
Além do que já fiz
Você não sabe até onde eu chegaria
Pra te fazer feliz

Eu chegaria
Onde só chegam os pensamentos
Encontraria uma palavra que não existe
Pra te dizer nesse meu verso quase triste
Como é grande o meu amor

Você não sabe que os anseios do seu coração
São muito mais pra mim
Do que as razões que eu tenha
Pra dizer que não
E eu sempre digo sim
E ainda que a realidade me limite
A fantasia dos meus sonhos me permite
Que eu faça mais do que as loucuras
Que já fiz pra te fazer feliz

Você só sabe
Que eu te amo tanto
Mas na verdade
Meu amor não sabe o quanto
E se soubesse iria compreender
Razões que só quem ama assim pode entender

Você não sabe quanta coisa eu faria
Por um sorriso seu
Você não sabe
Até onde chegaria
Amor igual ao meu

Mas se preciso for
Eu faço muito mais
Mesmo que eu sofra
Ainda assim eu sou capaz
De muito mais
Do que as loucuras que já fiz
Pra te fazer feliz"


Roberto Carlos - Você não sabe

Como Aconteceu - Episódio 7

"...
Você
É mais do que sei
É mais que pensei
É mais que esperava, baby

Você
É algo assim
É tudo pra mim
É como eu sonhava..."


Tim Maia - Você

Como Aconteceu - Episódio 6

"...
Por onde andei
Enquanto você (nem) me procurava?


E o que eu te dei?
Foi muito pouco ou quase nada
(diante do tanto que recebi de você)

E o que eu deixei?
Algumas roupas penduradas
(e, claro, um quarto cheio de tralhas)

Será que eu sei
Que você é mesmo
Tudo aquilo que me faltava?...

(Sim, eu sei, eu sei, eu sei de verdade).

(Você é mesmo TUDO o que me faltava)


Adaptado de Nando Reis, na música Por onde andei?

Como Aconteceu - Episódio 5

:...
Eu tenho tanto pra lhe falar
Mas com palavras não sei dizer

Como é grande o meu amor por você

E não há nada pra comparar
Para poder lhe explicar

Como é grande o meu amor por você"


Roberto Carlos - Como é grande o meu amor por você

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Como Aconteceu - Episódio 4

"...
Mais foi te encontrar e o futuro
Chegou como um presentimento
Meus olhos brilharam, brilharam
No escuro da emoção"



Pedro Mariano - Acaso

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Como Aconteceu - Episódio 3

"...
Nem o perfume de todas as rosas é igual
a doce presença do seu amor.

O amor estava aqui (dentro de mim),
mas eu nunca saberia (nem poderia imaginar)
o (tanto que ele se revelou) quando te vi."




adaptação da poesia de
Beto Guedes, na música Quando te vi

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Como Aconteceu - Episódio 2

"Foi assim, como ver o mar
A primeira vez que meus olhos se viram no seu olhar

Não tive a intenção de me apaixonar
Mera distração e já era momento de se gostar

Quando eu dei por mim nem tentei fugir
Do visgo que me prendeu dentro do seu olhar

Quando eu mergulhei no azul do mar
Sabia que era amor e vinha pra ficar..."


Flavio Venturini - Todo azul do mar

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Como Aconteceu

...
Quando me chamou, eu vim
Quando dei por mim, tava aqui
Quando lhe achei, me perdi
Quando vi você, me apaixonei...



Chico César - À primeira Vista

domingo, 8 de agosto de 2010

Prá se dizer cantando

"
Canto
Para dizer que no meu coração
Já não mais se agitam as ondas de uma paixão

Ele não é mais abrigo de amores perdidos
É um lago mais tranquilo
Onde a dor não tem razão

Nele a semente de um novo amor nasceu
Livre de todo rancor, em flor se abriu

Venho reabrir as janelas da vida
E cantar como jamais cantei
Esta felicidade ainda

Quem esperou, como eu, por um novo carinho
E viveu tão sozinho
Tem que agradecer

Quando consegue do peito tirar um espinho
É que a velha esperança
Já não pode morrer
"

Paulinho da Viola - Onde a dor não tem razão

sábado, 7 de agosto de 2010

O que será!!!

"...
A vida da gente é mistério
A estrada do tempo é segredo
O sonho perdido é espelho
O alento de tudo é canção
O fio do enredo é mentira
A história do mundo é brinquedo
O verso do samba é conselho
E tudo o que eu disse é ilusão"

Paulinho da Viola - Alento

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Da minha certeza

Eu não sei os caminhos,
confio que você os conheça.

Belos, floridos, ou mais.
Calmos, suaves, ou não.
Tortuosos, áridos, sombrios,
não sei mesmo o que será.

Confio,
porque sei quem somos,
o que podemos juntos,
e do que são feitos
os elos que nos unem.

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

De um jeito ou de outro

"
Mente ao meu coração
Que cansado de sofrer
Só deseja adormecer
Na palma da tua mão .

Conta ao meu coração
Estória das crianças
Para que ele reviva
As velhas esperanças.

Mente ao meu coração
Mentiras cor-de-rosa
Que as mentiras de amor
Não deixam cicatrizes.

E tu, tu és a mentira mais gostosa
De todas as mentiras que tu dizes"

Paulinho da Viola - Mente ao meu coração

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Da realidade

"
Tudo o que faço ou medito
fica sempre na metade.
Querendo, quero o infinito,
Fazendo, nada é verdade"
...

Fernando Pessoa - Páginas de Literatura e Doutrina Estética

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Lições para a Vida 4

O Esquecimento também é uma dádiva de Deus.
Use-o com sabedoria.

sexta-feira, 9 de julho de 2010

Do Amor

Deus mora em todas as coisas.
O Diabo, nos detalhes.

domingo, 4 de julho de 2010

O Sentir

A realidade é só um motivo.
Vale mesmo o que vem do coração.

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Vai saber....

"
Dizem que finjo ou minto
tudo que escrevo. Não!
Eu simplesmente sinto com a imaginação
...

Tudo o que sonho ou passo,
o que me falha ou finda,
é como que um terraço
sobre um outra coisa ainda.
Essa coisa é que é linda!!

Por isso escrevo em meio
do que não está ao pé,
livre do meu enleio,
sério do que não é.

Sentir?
Sinta quem lê!"

Fernando Pessoa - ISTO, em Poemas do Cancioneiro

quinta-feira, 24 de junho de 2010

Você é tudo

Traduzindo:

"
Você é uma estrela cadente,
você é o carro da fuga
Você é a linha na areia quando eu vou longe demais
Você é a piscina num dia de agosto (quem sabe, janeiro!!)
E você é a coisa perfeita para se dizer

Você se faz de tímida, e é meio que engraçadinha
Quando você sorri para mim, você sabe exatamente o que faz
Não finja que você não sabe que é verdade,
porque você vê quando eu olho para você

E nessa vida louca,
e por esses tempos malucos,
é você, É você, é você quem me faz cantar

Você é cada frase,
Você é cada palavra,
Você é tudo
..."

Michael Bublé - Everything


Se não clicou, clique no título.


quarta-feira, 12 de maio de 2010

Sin presa, pero sin pausa

Faz parte do ser humano querer conceituar tudo,
tanto para entender quanto para aceitar.

Mas quando o tema é o AMOR, entramos numa cilada.

Já tentei conceituar o amor tantas ou mais vezes do que achava que estava amando.
E o conceito era sempre imperfeito, porque incompleto.

Agora percebi algo que nunca me ocorreu e quero compartilhar com vocês.

Se quando encontrar alguém - não importa com que idade seja - você sentir que o tempo que lhe resta é pouco para o tanto que você quer viver com ela (ou com ele), ponha sentido, porque você pode estar diante de um grande amor.

Se para com ela (a pessoa amada), lhe for mais importante ser gentil do que ter razão, some mais alguns pontos.

Se, diante de particularidades dela, você enxergar originalidade ao invés de defeitos, estará quase lá.

E, finalmente, se estar com ela, abraçado, flertando, ouvindo estrelas, dividindo um vinho, um quibe ou mesmo um momento de silêncio for tão extraordinário quanto fazer amor, pronto. Você está diante de um quadro profundo de amor verdadeiro.

Agora, quanto a achar que não vai dar tempo de viver tudo que quer viver com ela, segue aqui o meu conselho. Faça como os espanhóis:

"Sin presa", porque o amor verdadeiro deve ser degustado em sua intensidade, "pero sin pausa", porque não temos tempo a perder.

Seja feliz.

"...agora entendi que é a vida, e não a morte, que é eterna."
Gabriel Garcia Marques - O amor nos tempos do cólera

terça-feira, 27 de abril de 2010

Sempre em meu pensamento

"Talvez eu não tenha te amado o quanto deveria...
Talvez eu não tenha te amado o quanto poderia...

Pequenas coisas que eu deveria ter dito e feito,
mas eu simplesmente nunca me dei ao trabalho..."

sexta-feira, 9 de abril de 2010

Equação da Felicidade no Amor

O tamanho da sua solidão é função da sua postura perante o ser amado.

Sua postura pode variar entre "de tudo ao meu amor serei atento"
até "que seja infinito enquanto dure"

então....

cuide para que SEMPRE, "mesmo em face do maior encanto, dele se encante mais meu pensamento"

assim sua chance de "Zero Solidão" será maior

quinta-feira, 8 de abril de 2010

Até quando?

Viver é sentir que a vida ainda está incompleta,
e que ainda pulsa em nossas veias realizações infindas.

Viver é quando nossos olhos vêem beleza
e nossas pernas podem nos levar aonde
nossas mãos querem tocar.

Viver é sentir que a felicidade é maior que o remorso,
e que as recordações nos deixam com a sensação
de que tudo valeu a pena.

Viver é ter com o que se alegrar a cada dia.
É ter a sensação de que o amanhã chegará num instante,
e que não temos tempo a perder.

Viver é isso,
porque qualquer coisa diferente disso
é prenuncio de que não deveríamos mais estar por aqui.

domingo, 4 de abril de 2010

Auto-Engano 3

Uma atração baseada na proporção exata
do inverso do quadrado da distância que
separa dois corpos não é medida de amor,
é lei da gravidade.

sábado, 3 de abril de 2010

Auto-Engano 2

"Conhecer tentativamente o outro,
por mais distante e alheio que (isso) pareça,
é conhecer tentativamente a si mesmo.

A volta é a continuidade da ida...."

Eduardo Giannetti da Fonseca - Auto-Engano

sexta-feira, 2 de abril de 2010

Auto-Engano 1

"...Nada é tudo.
A luz refletida ilumina a luz projetada.
A natureza é também um espelho: Ao refletir a selva intrincada e luxureante de enganos que
nela encontramos, a natureza não está somente refletindo aquilo que ela, em larga medida,
possivelmente é; ela está, ao mesmo tempo, refletindo de volta para o homem aquilo que nós somos - projetando sobre a humanidade o seu próprio reflexo do mundo..."

Eduardo Giannetti da Fonseca - Auto-Engano

quinta-feira, 1 de abril de 2010

Retrato

"Eu não tinha este rosto de hoje,
assim calmo, assim triste, assim magro,
nem estes olhos tão vazios,
nem o lábio amargo.


Eu não tinha estas mãos sem força,
tão paradas e frias e mortas;
eu não tinha este coração
que nem se mostra.


Eu não dei por esta mudança,
tão simples, tão certa, tão fácil:
— Em que espelho ficou perdida
a minha face?"


Retrato - Cecília Meireles

sábado, 27 de março de 2010

Dúvida

"Se desmorono ou se edifico,
se permaneço ou me desfaço,
— não sei, não sei.
Não sei se fico ou passo"

Motivo - Cecília Meireles

sexta-feira, 26 de março de 2010

Sentido

"Uma noite longa
Prá uma vida curta
Mas já não me importa...

Basta poder te ajudar!

E são tantas marcas
Que já fazem parte
Do que eu sou agora...

...Mas ainda sei me virar!!!"


Lanterna dos Afogados - Paralamas do Sucesso

quinta-feira, 25 de março de 2010

Murmúrio

"Traze-me um pouco da tua lembrança,
aroma perdido, saudade da flor!

Vê que nem te digo - esperança!
Vê que nem sequer sonho - amor!"

Cecília Meireles

quarta-feira, 24 de março de 2010

Esperança

"Eu te esperei todos os séculos
sem desespero e sem desgosto,
e morri de infinitas mortes
guardando sempre o mesmo rosto"

Canção - Cecília Meireles

terça-feira, 23 de março de 2010

Melhor assim

Antes saber dos outros
do que saber de mim

Saber dos outros é dar notícia,
criar boato,
fantasia.

Saber de mim é complicado,
é verdade pura,
fuga abortada.

Saber dos outros é nostalgia,
lembrar de fatos,
causar saudade.

Saber de mim é covardia,
cobrança pura,
vida sofrida.

segunda-feira, 22 de março de 2010

ATITUDE

sexta-feira, 12 de março de 2010

O pálido ponto azul

Pense nisso quanto achar que ter razão é melhor que ser gentil


video

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Reflita

" Onde a mente alcança, as mãos e os pés podem chegar"

Cálix

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Por hoje e para sempre

"Este é um poema de amor
tão meigo, tão terno, tão teu...
É uma oferenda aos teus momentos
de luta e de brisa e de céu..."

Poeminha de Amor - Cora Coralina

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Saudade de você em mim

"Quando fecho os olhos ela vem.
Me ilumina.
Me fascina.
Toma conta de mim.
Quando fecho os olhos eu não durmo.
Ela invade meu sono.
Habita meu pensamento.
Se faz presente mesmo tão distante.
Quando fecho os olhos? Eu viajo"

terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

É Demais

" É bom deitar com você
e ver nosso desejo manchar o lençol

E bem melhor que tudo é adormecer,
Contigo entrelaçado que nem caracol.

Sonhar ao teu lado e acordar um voyer
Olhando suas curvas que brilham na luz do sol"

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Enfim, 2010

Estar distante do Blog nunca foi bom.
Mas, as vezes, o sentir tem outra direção. Tem destino.
E aí nos pegamos plenos, realizados ou, para usar o melhor termo.....COMPLETOS.

Estou voltando devagar.... com calma.... para que os dois mundos possam se fundir.
O interior e o exterior, num único som, único momento, único amor.


 
BlogBlogs.Com.Br