terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

A Estrada que encontrei

Não procuro destinos. Minha liberdade é o caminho.
Não procuro respostas. Me bastam o questionamento, a pergunta.
Não quero desvios ou atalhos. Me contento com a estrada tal qual a mereci encontrar.
Se é chuva ou vento, se é calor ou frio, não importa.
Me importa mais o caminho.

1 COMENTÁRIOS (Clique e Faça o Seu):

Flor de Liz disse...

Lindo

 
BlogBlogs.Com.Br